que
02.07.2020 | 15h34


PODERES / INICIAM AS CONVERSAS

Botelho admite possibilidade de disputar prefeitura de Cuiabá

Presidente da AL afirmou que candidatura depende de vários fatores, entre eles que o prefeito Emanuel Pinheiro não tente a reeleição


DA REDAÇÃO

Presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Botelho (DEM) admitiu a possibilidade de disputar a prefeitura de Cuiabá nas eleições que estão marcadas para novembro deste ano. No entanto, ele disse que a participação dele na disputa vai depender vários alguns fatores, entre eles que o atual prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), não seja candidato à reeleição. 

"A disputa eleitoral é um pouco dura e passa inclusive para agressões, discussões pessoais e eu não gostaria de ter com um amigo", ressalta Eduardo Botelho

Em entrevista à imprensa, o democrata comentou que não gostaria de entrar no embate político com seu amigo.

"Eu não estou trabalhando focado nisso, mas pode acontecer, não estou descartando a hipótese de participar da eleição", disse.

"Por conta da relação de amizade com o prefeito Emanuel Pinheiro construída dentro dessa Casa eu não gostaria de entrar nesse embate com ele. A disputa eleitoral é um pouco dura e passa inclusive para agressões, discussões pessoais e eu não gostaria de ter com um amigo", ressaltou.

Botelho disse que o governador Mauro Mendes (DEM) chegou questioná-lo sobre a possibilidade durante uma reunião e comentou que a princípio poderia dependendo de vários fatores acontecesse.

O democrata disse que pretende discutir a eleição municipal após o recesso dos deputados que começa no segundo semestre de julho.

Ele ainda comentou que, por enquanto, o nome do primeiro suplente de senador, Fábio Garcia, que é presidente Estadual do DEM, é o mais cotado no partido para disputar o pleito na Capital.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO