16.06.2017 | 12h10


PODERES / MANOBRA

Bezerra é mentor de Valtenir no PSB; oposição será caminho

O deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) contou que o colega Valtenir Pereira (PSB) o consultou a respeito da mudança partidária e que o acordo para que não fosse punido com a cassação de mandato por infidelidade foi feito.


DA REDAÇÃO

O deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) afirmou ter articulado a filiação do ex-peemedebista, Valtenir Pereira, no PSB, na expectativa de que o partido fortaleça o bloco de oposição ao Governo Pedro Taques (PSDB) no Estado.

O PSB, sob o comando do ex-presidente regional e também deputado federal Fábio Garcia, faz parte do Governo Taques, inclusive comandando Secretarias Estaduais, como a de Assistência Social, com Max Russi, e de Agricultura, com Suelme Evangelista.

Valtenir assinou a ficha de filiação no PSB na última quarta-feira (14) e, automaticamente, assumiu a presidência da comissão provisória da sigla em Mato Grosso, após convite da Direção Nacional, por Carlos Siqueira.

“Articulamos juntos para que ele saísse sem problemas. Agora, ele vai trazer o PSB para a nossa base, esse é o primeiro passo”, afirmou o peemedebista.

Bezerra contou que o colega o consultou a respeito da mudança partidária e que o acordo para que Valtenir não fosse punido com a cassação de mandato por infidelidade foi feito.

“Articulamos juntos para que ele saísse sem problemas. Agora, ele vai trazer o PSB para a nossa base, esse é o primeiro passo”, afirmou o peemedebista.

Para o parlamentar, o PSB não perderá mesmo com uma possível debandada das principais lideranças mato-grossenses, como o ex-prefeito Mauro Mendes e os deputados federais e estaduais Adilton Sachetti, Fábio Garcia, Eduardo Botelho, Mauro Savi, Oscar Bezerra e Adriano Silva.

“O Valtenir é bom articulador e vai saber agregar o partido novamente”, declarou.

As lideranças do PSB vão se reunir na próxima semana para definir o posicionamento que tomarão com o novo comando do partido.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Pablo  17.06.17 08h21
No PSB corria-se o risco do Mauro Mendes vender sua vaga como candidato ao senado para o grupo de Taques, assim como vendeu a de candidato a prefeito. A executiva nacional está certa e muitas pessoas que postam aqui são muito ingênuas.

Responder

2
1
Chico  16.06.17 16h27
A executiva nacional troca o diretório estadual e leva o partido para a oposição, neste contexto o Mauro Mendes não pode ser acusado de se afastar de Pedro Taques e se lançar ao governo. Bastante coveniente e uma saída para Mato Grosso. Algo me diz que ninguém sai, tudo não passa de encenação.

Responder

3
1

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO