23.03.2020 | 21h20


PODERES / AJUDA AO GOVERNO

Assembleia vai cortar Verba Indenizatória e passagens aéreas de deputados para combater coronavírus

O montante que será arrecadado ainda não foi definido.O primeiro-secretário, deputado Max Russi, vai analisar os cortes que serão feitos em cada setor.


DA REDAÇÃO

Os deputados estaduais decidiram realizar cortes financeiros no Legislativo para colaborar com o Governo do Estado no combate à pandemia do novo coronavírus, o Covid-19.

Em reunião no Colégio de Líderes, que durou mais de três horas, na tarde desta segunda-feira (23), os parlamentares resolveram economizar dinheiro com redução nas passagens aéreas, combustíveis, diárias, locação de aeronave, pessoal e da Verba Indenizatória (V.I).

Os deputados recebem uma V.I. de R$ 65 mil.

A informação é do presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM) e da vice-presidente, Janaina Riva (MDB), por meio de publicações feitas nas redes sociais.

O montante que será arrecadado ainda não foi definido. Segundo o presidente do Legislativo, os cortes ainda serão analisados pelo primeiro-secretário, deputado Max Russi (PSB). Ele ainda comentou que com os recursos devolvidos para o Governo do Estado vão com algumas sugestões dos deputados. 

"Fizemos encaminhamentos em relação a vários cortes na Casa. O primeiro-secretário ficou encarregado de definir vários cortes, como combustível, passagens, aeronave, pessoal, são várias economias que vamos fazer aqui dentro para diminuir o custo da Casa durante esse período",  disse Botelho. Veja o vídeo abaixo

A deputada Janaina ressaltou que a medida é importante para ajudar financeiramente o Estado a controlar a disseminação do vírus, principalmente no interior.

"A nossa prioridade nesse momento é ajudar o Poder Executivo. A gente espera que isso chegue à população e as economias sejam refletidas na base. Foi uma cobrança nossa, que o interior do Estado possa sentir isso através de novos leitos de UTI e equipamentos necessários para o combate do vírus", comentou.

Na semana passada, o Poder Legislativo fez uma devolução de recursos, no valor de R$ 30 milhões, para o governo. O aporte foi feito diretamente para a Secretaria de Estado de Saúde para ser utilizado em ações contra o coronavírus.

Comissão mista 

O presidente da Assembleia ainda comunicou a criação de uma comissão mista entre deputados e representantes dos segmentos da economia para discutir ações sociais, principalmente para as pessoas que foram atingidas pelas restrições causadas pelo coronavírus.

"Montamos uma comissão de acompanhamento social. Essa comissão é presidida pelo deputado Carlos Avallone e vamos contar com elementos indicados pela Fiemt, pela Fecomércio, e por alguns outros setores que a comissão ficou de definir.  Essa comissão vai fazer análise de tudo que esta acontecendo, o desemprego, das vidas das pessoas que estão sem salário, que estão dentro de casa, com sugestões como fornecimento do governo de uma bolsa, de sacalões. São várias alternativas que eles vão estudar e vão apresentar e eu vou encaminhar para o governador do Estado, Mauro Mendes", explicou.

O grupo vai apresentar um relatório com algumas sugestões na quinta-feira (26). 

Veja os vídeos: 

 

Leia mais

Assembleia vai devolver R$ 30 milhões para Estado investir contra coronavírus











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Luís Alberto Amorim Brito  24.03.20 13h30
Demorou....mas tem quê provar que esse dinheiro sai mesmo.!

Responder

0
0
Teka Almeida  24.03.20 08h48
Os duodécimos deveriam a partir de agora ser apenas a soma dos salários (sem nenhum penduricalho), média de gastos de água e luz (uma vez que estão fechados não terão gastos exorbitantes), cortar tudo que auxilio desde paletó a aluguel. Pois o problemas além de ser pela situação que estamos passando ficará pior depois que tudo se normalizar. Desemprego batendo altos índices e que Deus nos livre de morte por fome. Acredito que os Deuses e Semi Deuses (PODERES) deveriam colocar os pés nos chão e assumir a responsabilidade de que também devem COOPERAR.

Responder

3
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

REMÉDIO POLÊMICO

Você tomaria hidroxicloroquina caso contraísse Covid-19?

Sim. O remédio está no mercado há 70 anos

Não. O remédio não tem comprovação de pesquisa para Covid

Não. Cloroquina é o remédio do Bolsonaro

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO