18.10.2019 | 12h57


ELEIÇÕES 2022

Aliados querem que Emanuel desista de reeleição para disputar Governo do Estado

"Existe um sentimento muito grande no meu grupo que isso aconteça", revelou o prefeito de Cuiabá.


DA REDAÇÃO

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) voltou a comentar, na manhã desta sexta-feira (18), sobre a possibilidade de não ser candidato à reeleição em 2020, no entanto, revelou que tem recebido convites de diversos partidos para disputar o Governo do Estado nas eleições de 2022. 

O emedebista avalia que uma nova corrida eleitoral pela Prefeitura de Cuiabá traria desgaste familiar devido à exposição política em que o cargo de chefe do Executivo o coloca.

“No ano eleitoral eu nem devo sair candidato. É mais certo eu não ser”, afirmou Pinheiro.

O prefeito destacou que um dos motivos para desistir da disputa é que a primeira-dama Marcia Pinheiro não aceita uma nova candidatura e isso tem um peso em sua decisão.

O prefeito destacou como um dos motivos para desistir da disputa, a primeira-dama Marcia Pinheiro. Ela não aceita uma nova candidatura do marido e isso, segundo o emdebista, tem um peso em sua decisão.

“São 30 anos de vida pública, sete mandatos, 10 ou 11 eleições disputadas. Emanuel e Wilson Santos foram os que mais disputaram eleições no Estado. Isso expõe e sacrifica. Disputaria mais 50, para mim não tem problema, mas isso afeta a família. Ela não quer e estou tornando esse problema público”, argumentou.

Apesar disso, o prefeito declarou que uma decisão oficial sobre a reeleição sairá somente em março ou abril de 2020. Entretanto, diz que não pegará seus aliados de surpresa.

 “Tudo será conversado com muito respeito com cada uma das forças partidárias”, declarou.

Entretanto, Emanuel revela que tem recebido convites de aliados, durante reuniões com apoiadores, para disputar o cargo de governador.

“Existe um sentimento muito grande no meu grupo que isso aconteça [candidato ao Governo], mas estou ‘descontaminando’ isso aí. Primeiro que não existe antes de um processo eleitoral você estar pensando em outro”, argumentou.

O prefeito citou ainda que há nomes de “peso” do MDB para concorrer à Prefeitura de Cuiabá como, por exemplo, Janaina Riva.

“Janaina Riva [deputada estadual]; Roberto Stopa [secretário de serviços Urbanos da Capital]; Misael Galvão [presidente da Câmara Municipal]; Adevair Cabral [vereador]; Luís Cláudio [líder do prefeito no Parlamento]; e Juca do Guaraná Filho [parlamentar municipal]”, declarou. 

Palácio Paiaguás

Sobre a possibilidade de ser candidato ao Governo do Estado, Emanuel explicou que não é momento de debater o assunto ainda. 

“Existe um sentimento muito grande no meu grupo que isso aconteça [candidato ao Governo do Estado em 2022], mas estou ‘descontaminando’ isso aí. Primeiro que não existe antes de um processo eleitoral você estar pensando no outro”, argumentou.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO