18.02.2012 | 08h43


IRIONEI GRITTZ

Trotes Universitários, como por limites?



Na manhã da última quinta-feira, dia 16, em horário próximo das 11h30, passando pela Avenida Beira Rio, em um sinaleiro próximo a duas instituições de ensino superior da nossa capital, uma cena me chamou a atenção. Não pela demonstração do ato em si, já que se tratava de um grupo de jovens calouros pintados e sujos de tinta, lama e farinha, extravasando e comemorando a recém aprovação para seus cursos de graduação.

Poderia até passar por um simples e bem humorado trote, não fosse algo que me indignou como operador de direito e pai. Ao parar no sinal vermelho, uma caloura, igualmente suja, devendo ter uns 18 anos, nitidamente “alterada”, assim me abordou: “tio, me arruma uma moeda?”. Respondi que naquele momento não podia, pois o semáforo estava prestes a abrir, como de fato estava.

Na sequência, ela levantou suas mãos, abriu uma peça íntima e disse: “tio, então compra minha calcinha? Preciso arrumar dinheiro”. Ao responder que não, um rapaz que estava ao lado do meu veículo e com uma garrafa de cerveja na mão, disparou repreendendo-a: “Menina, você não consegue nem vender sua calcinha?” A menina, forçou um sorriso visivelmente envergonhado e seguiu abordando outros motoristas que vinham logo atrás.


O rapaz, que obviamente se tratava de um veterano, dirigiu-se a um grupo de colegas que estavam bebendo na calçada, também veteranos, e que divertiam-se com aquele quadro moralmente reprovável.


Não creio que tenha sido um caso isolado, pois já, no dia imediatamente anterior, naquele mesmo semáforo, em horário também próximo, já havia sido abordado por outro jovem calouro, trajando somente bermudas, também visivelmente embriagado, pedindo dinheiro enquanto sorvia largos goles de aguardente. Restava bem claro, que os valores angariados pelos calouros era para a compra de bebidas alcoólicas a mando dos alunos veteranos, pois as garrafas e latas estavam ali, espalhadas pelo chão.

Todos os anos estes fatos se repetem, o abuso por parte de alguns veteranos universitários que extrapolam em seus atos e impõem trotes violentos, muitas vezes com condutas moralmente reprováveis e com resultados que não raramente terminam como manchetes negativas nos noticiários e mídia em geral.

O acontecido particularmente me indignou pelo fato de eu estar justamente a caminho da faculdade para buscar minha filha, eis que também recém egressa para o curso de Direito. Ao ouvir o pedido da jovem caloura, imediatamente lembrei-me dela e a associação foi instantânea e inevitável. Fiquei imaginando a reação dos seus pais se tivessem presenciado aquela cena inapropriada e constrangedora.

Na maioria dos casos, pais e familiares não podem estar presentes neste momento ímpar na vida destes jovens, pois se ocupam com suas tarefas e compromissos profissionais. A aprovação transforma-se numa explosão de alegria e satisfação para o aprovado, pois este sabe o sacrifício empenhado, e no momento da euforia cometem atos que julgam inconsequentes, alheios a qualquer tipo de repreensão e reprovação.


Fica mais um alerta para que este tipo de comemoração esteja sempre acompanhado por representantes das instituições de ensino através de seus centros acadêmicos, para que seus trotes sejam saudáveis, marcando de maneira positiva o início desta nova etapa na vida dos nossos jovens.

 

(*) IRIONEI GRITTZ é advogado em Cuiabá. E-mail: irionei@mmo.adv.br

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
15.10.19 07h55 »  O papel do TCE
15.10.19 07h55 »  Semáforo do Círculo Militar
15.10.19 07h55 »  MP do agro
15.10.19 07h00 »  Mauro Carvalho candidato a Prefeito?
14.10.19 08h38 »  Ser criança é ser feliz
14.10.19 08h34 »  A vida é uma construção
14.10.19 08h22 »  Síndrome de Hardy
14.10.19 08h21 »  Avenida do Contorno Leste
13.10.19 07h55 »  Submerso na corrupção
13.10.19 07h55 »  Guerra de narrativas e suas vítimas

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER