05.07.2020 | 07h55


OPINIÃO / WILSON SOARES FUAH

O socorro vem de onde menos se espera

Quantas vezes evitamos dar atenção para uma pessoa só pela má aparência e pela simplicidade da entonação da voz

Todas as pessoas que aparece em nossos caminhos tem algo a nos oferecer, seja como lição de vida ou na saberia de uma simples palavra, que poderá representar tudo aquilo que precisávamos para decidir por um projeto ou um objetivo.

Quantas vezes evitamos dar atenção para uma pessoa só pela má aparência e pela simplicidade da entonação da voz, ou pela vestimenta não apresentável, de pronto julgamos aquela pessoa que aparentemente como se não tivesse nada a nos oferecer, mas na verdade, nada vem por acaso, e ali o acaso nos presenteou, colocando em nosso caminho um Ser especial e muito importante apesar das aparências, mas que pode nos orientar e nos dará uma orientação sobre o verdadeiro valor da vida, saibam que o socorro vem de onde menos se espera.

Quando o nosso orgulho não nos deixa apreciar a beleza de uma conversa, seja ela qual for, será sempre um sinal, que era antes de tudo, pode ser aquilo que estávamos procurando e que talvez devêssemos repensar o nosso caminho.

A vida sempre nos dá uma nova oportunidade, e quando não encontramos uma saída, uma conversa com Senhor mal vestido ou aparentemente de pouca significância, por vezes, essa conversa pode ser o código que estávamos procurando e pode constituir como a mais importante da nossa vida.

Aquele senhor mal vestido, pode ser um anjo ou um orientador celestial, que naquele exato momento veio não sabemos da onde e que apareceu ali, mas que num dado momento veio para nos ajudar, e em seguida desaparece deixando sinais de luz.

Por isso, não devemos julgar as pessoas pela aparência e afastar um Ser especial só porque Ele tem a aparência da simplicidade e humildade, e aí talvez esteja a resposta que procurávamos, é por isso, que perdemos muito tempo na vida em busca do sucesso material e às vezes as nossas dores vem da alma.

Que na simplicidade e na humildade do nosso viver, possamos um dia ter orgulho de entender o que conquistamos por dentro e não para fora, e assim, não sermos escravos da imagem revelada por nós, ou viver na expectativa de receber elogios, porque a liberdade de viver vem da imagem que só nós vemos quando olhamos com honestidade para nós mesmos, porque a nossa vida só será aceita por nós mesmo, quando passamos a ter o orgulho do que pensamos, do que sentimos, do que desejamos em forma de riqueza espiritual e talvez a paz que sempre buscamos, depende do modo de vida que vivemos.

ECON. Wilson Carlos Fuáh – É Especialista em   Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas.

Fale com o Autor: wilsonfua@gmail.com

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
07.08.20 07h00 »  Upcycling – o que é?
07.08.20 07h00 »  Alimentos aliados do cérebro
07.08.20 07h00 »  Texas prioriza VLT
07.08.20 07h00 »  O famigerado 'pum' dos bovinos
06.08.20 07h50 »  Perspectivas para um futuro educacional
06.08.20 07h47 »  M de Maria
06.08.20 07h44 »  O prisioneiro
06.08.20 07h00 »  O que 'ser'em 2020
05.08.20 14h59 »  Posso cancelar a matrícula 2020 do meu filho e voltar apenas em 2021?
05.08.20 08h07 »  A eficiência na administração pública

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO