08.10.2019 | 08h29


FRANCISNEY LIBERATO

Inseparáveis

Sei que temos ideias diferentes uns dos outros. Contudo, devemos nos manter unidos

O segredo está na soma do melhor de cada um e, na medida em que damos as mãos, é que nos tornamos fortes.

Em visita à Malásia, em setembro de 2019, precisamente, na belíssima capital Kuala Lumpur, pude notar a organização da cidade, habitantes bastante receptivos e consideráveis construções.

Na cidade há um lugar que é um dos principais símbolos da nação, as famosas Petronas Twin Towers, ou Torres Petronas. Pelo tempo em que estive na cidade, fui visitá-las todos os dias, tanto de dia, quanto de noite, devido a sua beleza, como também ao maior shopping da Capital, anexo as duas torres.

Os arranha-céus foram concluídos em 1998, possuem 88 andares e 452 metros de altura. A estrutura de aço e vedação em vidro, foi desenhada com base na arte islâmica, uma herança muçulmana na cidade.

O que me chama atenção desses tão famosos edifícios, além da sua exuberância, é que eles são ligados por uma passarela, a qual é possível atravessar de um prédio para outro.

Creio que sem a passarela, seria apenas mais dois edifícios bonitos, como existem em várias cidades do mundo, todavia, a ponte que às unem, representa uma ligação profunda entre elas e que as tornam ainda mais interessantes.

Ao observar as torres, é possível fazer o paralelo com a vida cotidiana e seus aspectos do relacionamento interpessoal, da união que devemos ter pelos nossos irmãos de sangue, irmãos da fé, colegas de trabalho, de estudos e por qualquer pessoa que esteja próximas a nós de algum modo.

Somos seres humanos feitos para sermos interligados uns com os outros. É bom ter este intuito como estilo de vida. Sei que temos posições, entendimentos, pensamentos, e às vezes ideias diferentes uns dos outros, contudo, ainda assim devemos nos manter unidos.

Na caminhada desta vida, pode ser que você já tenha ferido muitas pessoas, como em outros momentos, tenha sido ferido, no entanto, tais situações fazem parte da natureza humana, sendo assim, não podemos fazer disso um muro que nos impedirá de viver uma vida em constante construção.

As torres da Malásia são exemplos de união e ligação que devemos ter quando lidamos com os seres humanos, pois é indispensável sermos construtores de passarelas neste mundo.

Não permita que as diferenças e desentendimentos afastem de você a convivência em paz com a família, amigos e pessoas que você ama.

Seja um construtor de pontes inseparáveis! A grandeza e a beleza da vida está na união.

Francisney Liberato Batista Siqueira é secretário de Controle Externo, auditor público externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso.

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
20.10.19 07h55 »  Fronteira
20.10.19 07h55 »  A nação no pelourinho
20.10.19 07h55 »  Saúde emocional
20.10.19 07h55 »  Ato de resistência
19.10.19 07h55 »  O fim do Estado
19.10.19 07h55 »  A fábrica
19.10.19 07h55 »  Dependência digital
19.10.19 07h55 »  Mão de obra já era!
18.10.19 07h55 »  Qual é a sua rota de fuga?
18.10.19 07h55 »  Quem faz o pão

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER