10.10.2019 | 07h55


OPINIÃO / RODRIGO BERNARDINO

Eles também se cuidam!

As cirurgias plásticas entre os homens subiram de 5% para 30% nos últimos cinco anos.

Nem venha com essa história de que cirurgia plástica é coisa de mulher! Os homens estão perdendo a timidez e procurando clínicas para realizar procedimentos estéticos e se sentirem melhores com o espelho.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), as cirurgias plásticas entre os homens subiram de 5% para 30% nos últimos cinco anos, passando de 72 mil para 276 mil ao ano.

As cirurgias mais procuradas pelo público masculino são: redução das mamas (ginecomastia), otoplastia (orelha de abano), implante capilar, rinoplastia, lipoaspiração e cirurgia de pálpebra estão entre os procedimentos mais realizados.

Os dados da SBCP apontam que a procura por cada tipo de cirurgia varia de acordo com a idade, mas Rodrigo sabe que o público masculino está se preocupando cada vez mais cedo com a aparência. Inclusive, é comum que crianças e adolescentes que tenham orelha de abano (otoplastia) e mamas aumentadas (ginecomastia) são levados pelos próprios pais ao consultório.

O maior problema é na fase da adolescência, os garotos começam a se comparar, com isso surgem os padrões do que é provável e do que é diferente. Os exemplos mais típicos são as orelhas de abano e a mama aumentada, que podem, muitas vezes, levar ao bullying e acabar prejudicando a formação psicológica deste jovem.

Já na idade adulta, a tendência é que o homem comece a buscar procedimentos estéticos minimamente invasivos (aplicação de toxina botulínica), além de intervenções cirúrgicas como a lipoescultura e a plástica do nariz. O objetivo, na maioria das vezes, está relacionado a uma insatisfação com a atual aparência física. Entre homens com mais de 40 anos, o implante capilar, a cirurgia nas pálpebras (blefaroplastia) e o lifting facial estão entre os procedimentos mais requisitados.

O que não podemos esquecer é sempre procurar médicos cirurgiões certificados pela SBCP, para que o procedimento seja realizado com o máximo de segurança e visando os melhores resultados.

Rodrigo Bernardino é cirurgião plástico, formado pela Universidade de Alfenas/MG, especialização em Cirurgia Plástica na Santa Casa de Montes Claros/MG e Membro associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
01.06.20 07h13 »  Educação online: um passaporte para o futuro
01.06.20 07h13 »  Gestores públicos em Mato Grosso
01.06.20 07h13 »  Reunião Ministerial
01.06.20 07h12 »  Saber ler, saber escrever, já!
30.05.20 09h10 »  Saindo do controle
30.05.20 09h01 »  Dia Mundial da Energia
30.05.20 08h55 »  A hora do enfrentamento
30.05.20 08h51 »  Estado e o verde-amarelo
29.05.20 08h34 »  Auto exercício de imagem
29.05.20 08h32 »  Coronavírus e o meio ambiente

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO