11.07.2020 | 07h55


OPINIÃO / RENATA GABRIELLY

Comer à noite engorda?

Consumo de calorias noturnas e seus efeitos irão depender da quantidade e do horário

Comer muito tarde pode contribuir para o ganho de peso e elevação no açúcar do sangue, de acordo com o estudo publicado pelo Endocrine Society’s Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, em junho de 2020.

Claro que o consumo de calorias noturnas e seus efeitos no metabolismo irão depender da quantidade e do horário em que o indivíduo vai dormir.

Entretanto, no estudo, eles dividiram as pessoas em dois grupos. De um lado aquelas que comiam às 18h e, de outro, as que se alimentavam às 22 horas. Todos consumiam a mesma refeição e iam dormir às 23h.

O resultado foi que o grupo que se alimentou mais tarde teve uma queima de gordura menor e aumento de 18%  na taxa de glicose (açúcar no sangue), comparado ao grupo que fez a última refeição mais cedo.

Esse estudo foi realizado em pessoas saudáveis. Sendo então importante frisar que indivíduos já com comorbidades como diabetes, obesidade e hipertensão arterial poderão ter alterações ainda maiores. Essa mudança acontece em nosso corpo, devido à alteração do ciclo circadiano.

O ciclo circadiano é um sistema que regula o ritmo biológico de acordo com as 24 horas do nosso dia, pela relação que o corpo tem com a luz!

Esses processos biológicos são: sono, função intestinal, função imunológica, temperatura corporal e, como citado no artigo publicado “O equilíbrio da glicose e secreção hormonal”, estão diretamente ligados a queima de gordura.

Um dos principais fatores ambientais que afetam esse ciclo é periodicidade alimentar. Veja bem, o corpo precisa de um tempo para digerir a alimentação e, dependendo do que você come, pode demorar até 8 horas para a comida ser digerida.

Quando nos alimentamos tarde e logo vamos dormir, ao entrar em sono profundo, nosso aparelho digestivo tem a digestão da alimentação ainda mais lenta, atrapalhando o funcionamento do ritmo circadiano. Isso pode afetar o organismo como um todo, inclusive o sistema imunológico.

Renata Gabrielly é médica e foca seus tratamentos na longevidade e emagrecimento. 

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
07.08.20 07h00 »  Upcycling – o que é?
07.08.20 07h00 »  Alimentos aliados do cérebro
07.08.20 07h00 »  Texas prioriza VLT
07.08.20 07h00 »  O famigerado 'pum' dos bovinos
06.08.20 07h50 »  Perspectivas para um futuro educacional
06.08.20 07h47 »  M de Maria
06.08.20 07h44 »  O prisioneiro
06.08.20 07h00 »  O que 'ser'em 2020
05.08.20 14h59 »  Posso cancelar a matrícula 2020 do meu filho e voltar apenas em 2021?
05.08.20 08h07 »  A eficiência na administração pública

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO