07.12.2012 | 08h03


OPINIÃO / RODRIGO RODRIGUES

Clovito, um nome a se respeitar



Mal terminou a eleição e já começou a briga pela presidência da câmara dos vereadores, e, segundo relatos da imprensa, a briga promete descambar para a troca de farpas e o tudo-ou-nada.

Li esta semana que houve um bate-boca entre o vereador Clovito Hugueney e o recém-eleito Dilemario Alencar, que teria dito que Clovito foi eleito na “sobra”, tentando desqualificá-lo.

O que sobra em Clovito, na verdade, é garra e determinação. Sobra-lhe também coerência e coragem. Corre em suas veias um DNA de homens públicos honrados que prestaram relevantes serviços á Mato Grosso

"Por sua postura aguerrida, que não lhe permite ser submisso ou vassalo do poder, pela sua envergadura moral, e pela história de sua família, Clovito deveria ser eleito presidente da Câmara por unanimidade"

A começar por seu pai, Clocy, que morreu prematuramente, sua família tem um história que se confunde com a do nosso estado. Histórias de dignidade e honestidade. Seu tio, Clovis Hugueney, foi uns dos mais brilhantes deputados de sua época. Seu outro tio, Cacildo Hugueney, além de deputado, foi um grande líder na região do Araguaia.

Seu outro tio, Carlindo Hugueney, foi ministro do Tribunal de Contas da União, foi o primeiro é único mato-grossense a fazer parte desta corte, aonde se aposentou sem nenhuma mácula, gozando de um prestígio único na capital do nosso país.

Recentemente, em um momento crítico nas relações internacionais, lá estava como embaixador do Brasil no ONU Clodoaldo Hugueney, defendendo nossos interesses frente às grandes nações.

Acompanhei um pouco de perto as últimas eleições em Cuíaba e pude ver a atuação de Clovito, que mesmo tendo passando por inúmeras cirurgias e ter sérios problemas de saúde, mantinha uma vitalidade de dar inveja em qualquer um.

Sua coerência política em apoiar outro candidato, tendo seu tio João Malheiros como vice na outra chapa, demonstrou bem seu caráter, seu pulso firme e deixou muito claro que interesses pessoais e familiares não fazem parte de seu projeto político, o que neste momento que vivemos é uma coisa raríssima e merece toda nossa consideração.

Tenho certeza que Clovito tem muito orgulho de seus antepassados, como tenho certeza que seus filhos e parentes se orgulham muito dele, seus netos também terão orgulho dele, pois suas ações e postura lineares já lhe garantiram um lugar de honra na história política de Mato Grosso e Cuiabá.

Por sua postura aguerrida, que não lhe permite ser submisso ou vassalo do poder, pela sua envergadura moral, e pela história de sua família, Clovito deveria ser eleito presidente da Câmara por unanimidade. Cuiabá precisa e merece!

RODRIGO RODRIGUES é dirigente do Democratas (DEM) de Cuiabá.

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
04.08.20 08h30 »  Sua melhor Versão
04.08.20 08h02 »  Ferrovia e o foro decisivo
04.08.20 07h59 »  STF socorra os povos indígenas do Brasil
04.08.20 07h57 »  Emagrecimento facial
03.08.20 09h14 »  Procura-se um prefeito perfeito
03.08.20 08h13 »  A Educação na pandemia
03.08.20 08h10 »  Desconstrução da Lava Jato
03.08.20 07h53 »  Emergência ambiental
02.08.20 08h01 »  As previsões de Cassandra
02.08.20 07h30 »  Floresta tropical não pega fogo!

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO