12.11.2019 | 07h55


EUSTÁQUIO RODRIGUES

As 10 Pragas do Brasil

Parte da história não foi contada pelos historiadores, tampouco consta no Livro Sagrado

Há uma parte da história que não foi contada pelos historiadores, tampouco consta no Livro Sagrado, sobre a caminhada dos Hebreus após fugir da escravidão no Egito.

A história não contada diz que, antes de chegarem à Terra Prometida e após vagarem por 40 anos no deserto, acabaram parando no Brasil, onde foram novamente escravizados.

Novamente clamaram a Deus e este mandou Moisés falar ao faraó brasileiro para que libertassem seu povo. Entretanto, o faraó brasileiro disse que seria necessário entrar com um processo administrativo no Ministério da Imigração, com requerimento em 3 vias assinado por Deus e com firma reconhecida em cartório, certidão negativa de débitos de todos os hebreus e cópia autenticada de comprovante de endereço de todos; além disso, deveriam entrar com processo com pedido de Habeas Corpus para cada um dos hebreus maior de 10 anos de idade.

O prazo médio para a solução desses trâmites burocráticos no país leva em média 120 anos. Isso irou sobremaneira o Todo-Poderoso, que prometeu mandar 10 pragas para assolar o país e forçar o faraó a libertar o povo hebreu.

A 1ª Praga

Deus disse a Moisés que faria com que o Faraó lançasse sobre o país a maior carga tributária do mundo, sendo que os maiores impostos recairiam sobre a cerveja, a carne pro churrasco e o ingresso pro futebol.

A 2ª Praga

Deus criou no faraó a vontade de criar a maior burocracia do mundo, inventando cartórios e tabelionatos e assim, para fazer qualquer coisa seria necessário reconhecer firma e autenticar todos os documentos. E que os serviços seriam ruins e muito caros.

A 3ª Praga

Deus informou a Moisés que levaria para ali os piores, os mais desonestos, os mais corruptos, os mais egoístas e mais incompetentes políticos do mundo, e embaralharia a mente dos eleitores na hora de votar.

A 4ª Praga

E disse mais a Moisés: que permitiria a criação de inúmeros partidos políticos, totalmente inúteis, gastadores e contraditórios, que atrapalhariam mais o cotidiano político que qualquer outra coisa. E também permitiria a criação dos bilionários Fundo Partidário e do Fundo Eleitoral.

A 5ª Praga

Deus já estava muito irado com o faraó brasileiro e pegou bem pesado nessa praga. Permitiu a criação de um congresso nacional, de tribunais superiores, 27 assembleias legislativas e de mais de 5.000 câmaras de vereadores (casa de horrores), o que tornou aquela nação praticamente inviável.

A 6ª Praga

Deus confundiu a cabeça dos brasileiros para que tornassem o trânsito daquele país o mais confuso e mortal de todo o mundo, fazendo o faraó criar as leis de trânsito mais idiotas do planeta, onde imperasse a impunidade e a falta de educação.

A 7ª Praga

Deus comunicou a Moisés que aquele país seria dominado por criminosos ao longo dos séculos e esses criminosos estariam nas ruas, nas coberturas dos prédios de luxo, na capital federal, enfim em todo lugar. Profetizou ainda que criminosos se candidatariam ao comando do país.

A 8ª Praga

Deus brindaria aquela nação com vastas florestas, rios e belas paisagens. Mas o coração do faraó seria inclinado a permitir, com autorização do Estado, queimadas, desmatamentos, poluição dos rios e mares sem nenhum tipo de punição para os infratores.

A 9ª Praga

Já perdendo a paciência, Deus falou a Moisés: vou permitir a criação do Domingão do Faustão, da Ana Maria Braga e do Big Brother, os quais serão eternos e estarão todos os dias nas casas dos brasileiros.

10ª Praga

Vendo que não estava dando resultado, Deus resolveu apelar. E falou: vou criar o Tribunal Supremo, onde as pessoas ali rebaixarão a justiça e defenderão os criminosos. Onde as pessoas ali...

De repente foi interrompido por um dos ministros do Tribunal Supremo.

- Deus, você se referiu a nós como pessoas, com o pronome “vocês” e não como Vossas Excelências Magníficas e Resplandecentes. Vamos seguir a liturgia Deus, por favor!!!!

Dracarys!

Eustáquio Rodrigues Filho é servidor público e escritor

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
14.12.19 07h55 »  As mudanças são necessárias
14.12.19 07h55 »  Ação Criança Feliz
14.12.19 07h55 »  Sua empresa está segura?
14.12.19 07h55 »  Dicas para vender mais
13.12.19 08h34 »  Pai
13.12.19 08h28 »  Nossos demônios
13.12.19 08h26 »  MP 897 e 899
13.12.19 08h22 »  O 'Caixa 2' é um crime contra a democracia
12.12.19 08h35 »  Uma Honoris Causa e um Notório Saber
12.12.19 08h32 »  Etanol: momento e futuro

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO