05.06.2020 | 07h00


OPINIÃO / FAISSAL CALIL

5 de junho

48º ano da Conferência de Estocolmo

Em 1972, foi realizada a Conferência de Estocolmo com o objetivo de conscientizar a sociedade a melhorar a relação com o meio ambiente e assim atender as necessidades da população presente sem comprometer as gerações futuras.

 

 Estamos no meio da Semana do Meio Ambiente e não encontro ação pública visando promover a preservação e convívio sustentável com a natureza. Entretanto, enxergo disponibilidade de recursos a ser utilizada em favor da conscientização da população. 

Em meio da escassez , há que se aproveitar recursos de forma pragmática, onde incluo a verba de propaganda e publicidade de todos os poderes no objetivo da Educação Ambiental. Entende-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.

Assim sendo, venho propor um aproveitamento de parte dessa verba não só em ações de conscientização da população, mas, também, inclusão de matéria nos bancos escolares. Nossa geração foi taxada como “o homem sendo o suicídio da natureza”...Não podemos permitir que nossos filhos perpetuem tal crime.

 

Convicto de que a publicidade para exaltar  nossas personalidades corre na contra mão dos reais benefícios que podemos legar ao povo, venho propor o esforço conjunto da sociedade, destacando os detentores de poder e formadores de opinião e lembrando JFK: “O laço essencial que nos une é que todos habitamos este pequeno planeta. Todos respiramos o mesmo ar. Todos nos preocupamos com o futuro dos nossos filhos. E todos somos mortais.”.

Faissal Calil é deputado estadual

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO