11.09.2019 | 14h47


VERGONHA

Servidora pública é detida por furtar alimentos da merenda escolar

Guarda Civil Municipal acompanhou as câmeras de vídeomonitoramento durante 20 dias, após denúncias do sumiço da comida.



Uma servidora pública de 60 anos foi detida em Araraquara (SP) na manhã desta quarta-feira (11) após ser flagrada furtando alimentos da merenda escolar do CAIC Rubens Cruz, no Selmi Dei.

A mulher passou mal e foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central. Após atendimento, ela foi levada para o 3º Distrito Policial (DP) para prestar depoimento.

Denúncias

A Guarda Civil Municipal (GCM) acompanha as câmeras de vídeomonitoramento há 20 dias após receber denúncias anônimas de que os alimentos da merenda escolar estavam sumindo.

Na manhã desta quarta-feira, os GCMs flagraram a ação da servidora pelas câmeras. A mulher foi abordada fora da escola.

No carro em que ela estava, a GCM encontrou vários sacos com arroz, carne, feijão e cereais. A servidora ficou nervosa e, ao ser questionada sobre a origem dos alimentos, confessou que eram do CAIC.

O secretário de Segurança Pública e responsável pela GCM, João Alberto Nogueira Junior, disse que o sistema de vídeomonitoramento ajudou a identificar a origem dos furtos. Segundo ele, a servidora praticava o crime um dia após a chegada da merenda na escola.

"Tem envolvimento de mais pessoas e isso será apurado. Vamos fornecer todas as imagens para a Polícia Civil que vai instaurar o inquérito e adotar as providências", disse Junior.

O que diz a prefeitura

Em nota, a administração municipal lamentou o fato e informou que colaborará com a Polícia Civil, fornecendo as imagens para apuração do caso.

A prefeitura disse ainda que vai abrir um processo administrativo interno para apurar as circunstâncias do delito e tomar as providências previstas em lei.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER