22.08.2019 | 15h05


SAÚDE

Saúde investiga caso suspeito de sarampo em Campo Grande

Caso suspeito de sarampo seria de uma criança que não teve a idade revelada



Um caso suspeito de sarampo em investigação, segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). A informação foi dada pela secretaria, uma semana após a imunização emergencial de 90 pessoas que tiveram contato com um médico paulista que esteve em Campo Grande. A pessoa contaminada pela doença seria uma criança que não teve a idade nem o estado de saúde revelados.

Este seria o primeiro caso suspeito de sarampo em Mato Grosso do Sul este ano. Vale destacar que o ultimo caso da doença registrado no estado foi no ano de 2011.

Mas a SES-MS (Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul) reforça que, para manter o Estado sem a doença, é importante realizar a imunização, principalmente nas crianças com 12 meses de vida. A meta do Programa Nacional de Imunização é de que sejam vacinadas 95% das crianças. Entre janeiro e junho de 2019 os dados registrados indicam que o Estado já estava com 83,54 % dessa faixa etária imunizada.

Na última semana foram encaminhadas, pelo Ministério da Saúde, cerca de 20 mil doses de vacina contra sarampo para Mato Grosso do Sul. De acordo com a SES-MS, a quantidade encaminhada para o Estado está “dentro do número de doses de rotina”.

Conforme informado pela Sesau, as vacinas, poderão ser encontradas nas UBS (Unidade Básica de Saúde) e UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família).

É importante destacar que, a vacina está disponível em primeira dose para crianças de um ano. A segunda dose é válida somente para crianças de 15 meses e quem não tomou a vacina quando criança, até os 29 anos, deve receber duas doses da tríplice ou tetra viral última dose válida para o restante da vida.

Brasil

Nos últimos 90 dias, de 19 de maio a 10 de agosto, foram confirmados no país 1.680 casos de sarampo, em 11 estados. A maioria foi em São Paulo (1.662), Rio de Janeiro (6), Pernambuco (4), Bahia (1), Paraná (1), Goiás (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Sergipe (1) e Piauí (1).

O Ministério da Saúde informou que serão enviadas para todo o Brasil 1,6 milhão de doses a mais para os estados. O objetivo é imunizar 1,4 milhão de crianças, que não receberam a dose extra, chamada de dose zero, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER