13.01.2020 | 10h25


NACIONAL / VIOLÊNCIA MÁXIMA

Quatro ficam feridos após segurança de carro-forte abrir fogo em lotérica

O disparo da escopeta calibre 12, de grosso calibre, foi feito por um segurança de uma empresa de transporte de valores após, supostamente, ele se assustar com um das vítimas ao chegar no estabelecimento dentro de um shopping em Nova Iguaçu



Um homem foi baleado na perna dentro de uma casa lotérica localizada no Shopping Via Iguaçu, em Nova Iguaçu, na última sexta-feira. O disparo da escopeta calibre 12, de grosso calibre, foi feito por um segurança de uma empresa de transporte de valores após, supostamente, ele se assustar com Dalcimar de Andrade Ferreira, de 56 anos. Outras três pessoas ficaram levemente feridas por estilhaços.

Dalcimar tinha parado na lotérica para falar com um amigo. Na saída, o segurança entrou no local com a equipe da empresa Prosegur. A filha da vítima disse que não havia motivos para o o profissional se assustar com o pai.

"Ele disse que se assustou com meu pai, mas não tem como, meu pai não estava armado, estava de bermuda, blusa, não tem como ele se assustar com um senhor de idade", disse Vitória Cristina Rodrigues, em entrevista à TV Globo.

Segundo o Hospital Geral de Nova Iguaçu, Dalcimar sofreu fratura de fíbula e dilaceramento no pé direito. Ele passou por cirurgia na fíbula ainda na sexta e continua sendo avaliado pela equipe de cirurgia plástica para a lesão no pé. O estado de saúde é estável, de acordo com a unidade. As outras três vítimas, com idades entre 43 e 69 anos, foram atendidos, medicados e receberam alta no mesmo dia.

Procurada, a Prosegur ainda não se pronunciou sobre o caso. A reportagem ainda não conseguiu contato com a lotérica para falar sobre o ocorrido. O caso é investigado pela 56ª DP (Posse). Segundo a delegacia, o disparo teria sido acidental e dado para o chão. Diligências estão em andamento para elucidar as circunstâncias.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO