08.11.2014 | 08h55


NACIONAL / EDUCAÇÃO

Quase 9 milhões de candidatos fazem o Enem neste final de semana



Mais de 8 milhões de brasileiros fazem  as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) hoje (8) e amanhã (9). Serão 8,7 milhões de candidatos realizando o exame em 242 mil salas em locais de exame de 1,7 mil cidades. O R7 e o Sistema COC de Ensino fazem a correção do exame em parceria a partir das 18h30, neste sábado, e das 19h, no domingo.

Neste ano, o número de inscritos é 21,7% maior que o registrado no ano passado, quando 7,2 milhões de pessoas manifestaram interesse em fazer o exame.  

Entre os participantes, 4.990.025 já concluíram o ensino médio, enquanto 1.748.588 devem terminá-lo neste ano. As mulheres representam 58% candidatos – mais de 5 milhões. Também representam 58% os inscritos que se autodeclararam negros e 37,7%, brancos.

Segundo o MEC (Ministério da Educação), aproximadamente, de 75% dos candidatos não precisaram pagar a taxa de R$ 35 por carência comprovada ou por serem estudantes de escolas públicas.

A região sudeste concentra a maior parte dos candidatos (35%), seguida das regiões nordeste, com 32%; sul, com 12%; norte, com 11%, e Centro-Oeste, com 9%. São Paulo, que tem 15% dos candidatos do País, Minas Gerais (11%) e Bahia (7%) são os estados com maior percentual de inscritos.

Destaca-se o aumento do número de inscritos no Rio de Janeiro: são cerca de 580 mil estudantes, 18% a mais do que no ano passado. Já em São Paulo, o crescimento foi de 16% com relação aos inscritos em 2013.

A garantia de segurança nas regiões de aplicação da prova é responsabilidade dos CICCs (Centros Integrados de Comando e Controle). Os centros foram usados nas operações de segurança das 12 cidades-sede da Copa do Mundo. Eles dispõem de equipamentos para monitorar, em tempo real, as ruas das cidades e, com isso, contribuem para que policiais, bombeiros e outros agentes de segurança ajam rapidamente, caso seja necessário.

Candidatos especiais 

Foram 76.676 os candidatos que pediram atendimento especializado no ato da inscrição. Essas pessoas solicitaram, entre outras coisas, salas de mais fácil acesso (pedido feito por 15.115 pessoas), mesa com cadeira separada (solicitação de 4.528 estudantes) e mesa com espaço para uso de cadeira de rodas (exigência de 2.697 candidatos). Também há 2.258 gestantes entre os candidatos.

Neste ano, a quantidade de candidatos surdos ou com deficiência auditiva parcial é de 8.799 pessoas, frente a 4.660 inscritos que haviam declarado ter a deficiência em 2013, e 2.850, em 2010. Para auxiliar esses estudantes, foram solicitados 4.775 apoiadores — 3.332 para Libras e 1.443 para leitura labial.

Além disso, 15,5 mil idosos farão a prova neste fim de semana. O número de inscritos com 60 anos ou mais cresce anualmente: no ano passado, eram 10,9 mil, e, em 2009, foram 4,7 mil idosos interessados em fazer o Enem.

Pela primeira vez, travestis e transexuais puderam solicitar que a inscrição fosse registrada no nome que utilizam no dia a dia, diferente do registrado na certidão de nascimento. Ao todo, 95 pessoas solicitaram o uso do nome social para fazer a prova.

Já os candidatos que guardam o sábado por convicção religiosa – é caso dos adventistas e dos judeus, por exemplo — somam 69.396 dos inscritos para o exame neste ano — eram 90,2 mil inscritos em 2013.

Bem como os demais candidatos, os chamados sabatistas também devem chegar aos locais de prova entre as 12h e às 13h deste sábado. A diferença é que, por motivos religiosos, só começarão a resolver a prova quando o sol se puser, às 19h.

Aplicação da prova

No sábado, a prova terá a duração de 4h30, tendo início às 13h nas localidades brasileiras que seguem o horário de verão. Os portões serão abertos às 12h.

Nesse primeiro dia de exame, os conteúdos cobrados serão de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia, sociologia) e ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia).

No domingo, a prova também começa às 13h, mas terá 5h30 de duração. Serão cobrados conteúdos de linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua inglesa, língua espanhola, artes e comunicação), de matemática e suas tecnologias e uma redação.

É permitido que os candidatos utilizem apenas caneta esferográfica de tinta preta fabricada com material transparente. Não é permitido uso de celular ou qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os aparelhos terão de ser colocados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da cadeira até o final das provas.

O candidatos também não podem usar lápis, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, boné, chapéu, gorro e similares e portar armas de qualquer espécie, mesmo com documento de porte. Esses objetos também devem ser colocados em um porta-objetos com lacre durante a prova.

Os resultados individuais ainda não têm data de divulgação, mas estarão disponíveis neste endereço eletrônico. Para ter acesso às informações, o candidato precisa informar o número de inscrição e senha ou CPF e senha. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO