18.09.2019 | 10h45


APOLOGIA AO CRIME

Professor é preso por comemorar morte de PM no Facebook

'Parabéns ao menino da moto', escreveu comentando a notícia de que um PM foi assassinado por homens que passaram em moto atirando em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte



Um professor de Geografia foi preso na terça-feira em Belo Horizonte, Minas Gerais, por comemorar a morte de um policial militar. A comemoração foi feita em uma postagem da Rádio Itatiaia no Facebook sobre a morte do agente em Ibirité, na Região Metropolitana de BH. "Parabéns ao menino da moto", escreveu comentando a notícia "PM é assassinado por homens que passaram em moto atirando em Ibirité, na Grande BH".
 
O comentário foi apagado, mas o rapaz confirmou a publicação. Ele foi preso por apologia ao crime - fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime. A pena é de detenção, de três a seis meses, ou multa.
 
A polícia foi até a casa do suspeito, no bairro Novo Tupi, em Belo Horizonte. Os agentes foram recebidos pela mãe do homem. Ela os levou até o quarto do filho, que nervoso, recebeu voz de prisão e confirmou o comentário. A mãe pediu para os agentes verificarem se havia algo ilícito no quarto, mas os militares não julgaram necessário. 
 
Um cabo da Polícia Militar morreu baleado na noite de segunda-feira em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Conforme boletim de ocorrência, o militar Sérgio Ricardo Silvério Cavalcanti, de 35 anos, estava em um veículo Gol na rua Acre, bairro Vista Alegre, em companhia de familiares, quando dois homens passaram em uma motocicleta e começaram a atirar.










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO