alexametrics
10.09.2012 | 10h46


NACIONAL / COMBUSTÍVEL

Preço do etanol Preço do etanol chega a R$ 1,71

Forma de negociar da revenda pode garantir diferença no valor final para o consumidor, diz gerentes de postos



O preço do etanol na capital continua a agradar os consumidores. Já é possível encontrar o produto a R$ 1,71 em alguns postos na região do Distrito Industrial. A diferença chega a ser de 8% se comparado a média vendida nos postos da região central R$ 1,86.

Frente à gasolina, o etanol continua a ser a melhor opção no Estado, com o preço chegando ao patamar de 60% de diferença. O litro da gasolina, por sua vez, sai em média a R$ 2,99 nos postos.

Para o vendedor Helton Piarelli, que trabalha com representação de marcas, o etanol continua a garantir uma economia. “A gente viaja muito pelo o Estado e onde vou abasteço com etanol, porque a diferença no fim do mês é muito grande”, explica. Para se ter ideia, para encher o tanque com o etanol Piarelli gasta em média R$ 85,50. Caso usasse a gasolina, o valor seria de R$ 149,50, uma variação de R$ 64,00. “No fim do mês essa diferença daria para abastecer o carro mais uma vez”. pontua.

Mercado  - O preço do etanol deve seguir estável nas próximas semanas, conforme empresários do ramo.A diferença de valores entre as revendas está relacionada à negociação direta com as distribuidoras. Segundo o gerente de um posto na Avenida do CPA, João Pedro, se a empresa consegue negociar um grande volume com pagamento à vista, a redução na bomba pode chegar até a R$ 0,3. “Em um ramo onde se trabalha com margens bem reduzidas qualquer centavo faz estrema diferença, uma vez que se negocia grande volume”, explica.

Para o gerente em um mercado competitivo como o de combustível, a forma de se destacar está nos serviços prestado e marketing. “Nós estamos sempre bolando algumas estratégias para atrair o consumidor. Há algum tempo atrás, você abastecia R$ 50,00 e ganhava uma ducha. E assim vai”, explica.


Na opinião da empresária Carla Barbosa o que a leva a determinado posto para abastecer, além dos preços praticados, é o atendimento e serviço.

“Sou mulher e tenho tremenda dificuldade com questões como calibragem dos pneus. Um posto que, além de bom preço, oferece esse serviço e tem funcionários dispostos a auxiliar, tem minha preferência”, conclui. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime