alexametrics
30.09.2012 | 10h24


NACIONAL / VAGAS DE EMPREGO

Pesquisa mostra erros mais comuns dos candidatos

Segundo o estudo, em muitos casos falta postura profissional durante o estágio



Uma pesquisa do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) apontou as principais deficiências que levam um candidato a ser reprovado em um processo seletivo para vagas de estágio, aprendiz e trainee. Entre os problemas apontados estão a postura durante a entrevista e a falta de qualificação.

O levantamento feito com 2 mil empregadores em todo país mostrou a dificuldade para o preenchimento dessas vagas. A maioria afirmou não encontrar nos jovens profissionais as competências mais valorizadas pelo mercado de trabalho.

Segundo o estudo, em muitos casos falta postura profissional durante o estágio. A comunicação oral e escrita é a maior dificuldade em 1/3 dos processos seletivos para aprendiz.

Já os candidatos a trainees têm dificuldade para resolver problemas e exercer a liderança. “Não que estejam descompromissados, mas falta capacitação. Ele precisa procurar cursos extracurriculares, cursos que vão moldá-lo para o mercado de trabalho”, disse o supervisors do CIEE de Araraquara, Renato Malta.

Há dois meses, uma fábrica de panelas da cidade abriu processo seletivo para uma vaga de estágio, mas a supervisora de recursos humanos, Jeisabel de Cássia Sália, contou que não foi fácil encontrar o perfil ideal. “Comunicação, expressão na hora da entrevista, comportamento, a vestimenta muitas vezes não adequada, o linguajar. O candidato muitas vezes se esquece que ele tem que se preparar para a entrevista”, disse.

A seleção deveria durar uma semana, mas levou quase um mês. Foram mais de 20 entrevistados. Giuliana Cardona atendeu aos requisitos e conquistou a vaga. “Eu sou esforçada, eu tento fazer cursos, eu estou fazendo uma faculdade, tento não ficar muito nervosa”, explicou.

A analista de RH Denise Silva disse que precisou prorrogar um processo seletivo porque não encontrava o candidato ideal. “Do ensino fundamental até a graduação exige-se muito do trabalho individualizado. Quando chega na empresa se depara com a situação de que precisa trabalhar em equipe e se relacionar com outras pessoas”.

O estagiário Paulo Guimarães Silva é um privilegiado, pois concorreu com 40 candidatos e conquistou uma das seis vagas de estágio. “Eu preparei tanto fisicamente como psicologicamente. Na dinâmica, se necessitar de uma postura de liderança, de falar em público”, disse.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime