20.08.2019 | 07h13


TERROR NO RIO

Passageiros são feitos reféns durante sequestro a ônibus

Veículo está parado na altura do Vão Central da via expressa, no sentido Rio, cercado por policiais.



Rio - Passageiros que estão em um ônibus da viação Galo Branco estão sendo feitos reféns por pelo menos um homem armado, desde o fim da madrugada desta terça-feira, na Ponte Rio-Niterói. O veículo está parado na altura do Vão Central no sentido Rio da via expressa, desde por volta das 5h30.
 
As negociações com o sequestrador é feito pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Eles se comunicam com o homem através de um celular entregue a ele. Atiradores de elite da PM estão posicionados em direção ao veículo.
 
Até o momento, cinco pessoas (três mulheres e dois homens) foram liberadas, duas delas por passarem mal. Dezessete continuam sento feitas reféns. O ônibus sequestrado é da linha 2520 (Alcântara x Estácio).
 
De acordo com a porta-voz da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Sheila Sena, a arma usada pelo sequestrador é um revólver calibre 38. Ele também está com uma faca, uma arma de choque e gasolina. Em um dos momentos do sequestro foi possível ver ele abrindo a porta do ônibus e jogando um material inflamável em direção a agentes que estão na região.
 
"A principio, ele se diz policial militar e ainda estamos em negociação para poder liberar mais reféns porque não sabemos ainda qual o real propósito dele nessa questão", disse a porta-voz da PRF, em entrevista à TV Globo. "Foi algo premeditado. Ou seja, ele tinha instrumentos para fazer coquetel molotov, para imobilizar as vítimas", informou o porta-voz da PM, o coronel Mauro Fliess informou.










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER