22.07.2015 | 09h31


NACIONAL / TRÂNSITO

Ônibus bate em carro, cai de viaduto e deixa 13 pessoas feridas em São Gonçalo

Acidente aconteceu na RJ-104. Vítimas foram levadas para dois hospitais da região



Um acidente com um ônibus deixou 13 pessoas feridas na noite desta terça-feira na RJ-104, altura de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. O veículo caiu no final do Viaduto de Maria Paula, na pista sentido Alcântara, após desviar de um carro que havia acabado de rodar na pista. As vítimas, todas passageiras do coletivo, foram levadas para dois hospitais da região.

O motorista do carro, Cleyberson Morales Menezes, de 30 anos, contou que a direção do Renault branco, modelo Logan, que travou as rodas quando ele descia o viaduto. Com as pistas molhadas, o automóvel bateu num barranco do lado direito da via e rodou várias vezes até parar. O motorista do ônibus da viação Fagundes, que faz a linha 484 (Niterói-Alcântara), conseguiu desviar, mas acabou batendo na mureta de proteção e caindo de uma altura de aproximadamente dois metros.

Apesar da queda, o veículo não chegou a tombar, mas ficou com as laterais e os pneus destruídos. Uma porta foi arrancada, e os vidros também se quebraram com o impacto. Os passageiros do coletivo foram encaminhados para os hospitais estaduais Azevedo Lima, no Fonseca; e Alberto Torres, no Colubandê. A maioria com ferimentos leves. Algumas vítimas já foram medicadas e liberadas. No entanto, há informações de duas pessoas em estado grave.

O acidente aconteceu por volta das 21h, horário de grande movimento na estrada, o que causou, além da queda do ônibus, o engavetamento de pelo menos outros cinco carros que vinham logo atrás. Um motociclista também derrapou na pista e quase caiu do viaduto depois de frear bruscamente para não bater na traseira de um carro, que estava em baixa velocidade por causa da primeira colisão. Os veículos foram retirados rapidamente da via, e não houve feridos na segunda batida.

 

 
 

CARRO HAVIA ACABADO DE SAIR DA CONCESSIONÁRIA

 

Cleyberson comprou o Renault Logan há cerca de três meses, em uma concessionária no bairro de Sulacap, na Zona Oeste do Rio. De lá para cá, segundo ele, o veículo, que é de 2012, apresentou vários problemas e precisou retornar à empresa. Desta última vez, o conserto demorou quase um mês.

— Eu tinha acabado de sair da concessionária depois de o meu carro ficar 29 dias por lá. Quando eu estava na Ponte, senti que o freio falhava às vezes, então vim devagar, mas quando chegou aqui, a direção travou. Não sei se foi a balança que quebrou, mas eu não consegui virar o volante — contou ele, adiantando que vai processar a concessionária.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO