12.09.2012 | 09h36


DIFICULDADE FINANCEIRA

Número de falências cresce mais de 112% em Mato Grosso

Cenário é resultado de dificuldades enfrentadas pelas empresas, como a atividade econômica fraca, inadimplência de consumidores e dificuldade para se obter crédito



 

O total de empresas que tiveram falência decretada no Estado cresceu 112,5% nos primeiros oito meses deste ano. Na comparação com o mesmo período de 2011, as consolidações passaram de oito para 17. A quantidade de recuperação judicial requerida também aumentou 40%. Os números saltaram de 25 no acumulado de 2011 para 35 em igual período deste ano. Frente a este cenário o número de recuperação judicial concedida apresentou queda de 58%, passando de 17 no ano passado para 7 este ano. As informações são do Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações divulgadas ontem.

Hoje, Mato Grosso possui cerca de 200 mil empresas ativas, segundo a Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat). Oitenta por cento das que abrem sobrevivem mais de cinco anos.

Segundo o advogado especialista na área de recuperação judicial, Enio Medeiros, os números são resultados principalmente das dificuldades ainda enfrentadas por parte das empresas, como a atividade econômica mais fraca, a inadimplência dos consumidores e a maior dificuldade de obtenção de crédito. 

Conforme o advogado, devido a esse contexto o setor que teve uma elevada consideração em ajuizamento de recuperações judiciais foi o da construção civil. 

“Vez que sem recebimento de algumas entidades governamentais foram obrigados a recorrer à recuperação judicial para manter as suas atividades econômicas e manter os salários dos empregados”, explica. 

Conforme, Medeiros o número de recuperações judiciais concedidas teve queda em relação às recuperações judiciais deferidas, porque “a concessão da recuperação judicial depende do trâmite processual e aprovação do plano de recuperação da empresa”.

Para o advogado, o cenário deve melhorar a partir deste mês, tendo em vista que a economia começou a apresentar um melhor desempenho.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER