17.10.2019 | 13h56


VIOLÊNCIA MÁXIMA

Mulher e dois homens são encontrados decapitados em invasão na Zona Norte de Manaus

Um dos filhos da mulher está entre as vítimas, segundo Polícia Militar.



Uma mulher de 51 anos, o filho dela, de 19 anos, e um outro rapaz foram encontrados decapitados na manhã desta quinta-feira (17) dentro da comunidade Itaporanga, no conjunto João Paulo, bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus. Segundo testemunhas, homens fortemente armados invadiram uma casa no local e agrediram um homem de 34 anos.

Conforme moradores, que não quiseram se identificar, há cerca de um mês, alguns homens foram até a invasão e ameaçaram "arrancar a cabeça da líder" caso a mulher vendesse algum terreno que não pertencesse a ela. Moradores disseram que ela era líder comunitária da invasão.

Conforme o tenente da 15° Companhia Interativa Comunitária (Cicom) Francisco Batista, na madrugada desta quinta-feira (17) a polícia recebeu a denúncia de que três pessoas tinham sido decapitadas na invasão. Uma equipe foi até o local, junto a Força Tática, mas não encontraram os corpos.

"Por volta das 6h, ligaram novamente e informaram que tinham encontrado os corpos decapitados", disse o policial ao G1.

O tenente da PM confirmou que uma casa foi invadida. "Possivelmente eles [criminosos] tenham pressionado a pessoa para entregar as vítimas. Tem características de briga entre facções", disse.

Foram vistos no local mais de 20 homens em veículos não identificados. Eles são suspeitos de assassinaram a mulher, o filho e um outro rapaz identificado apenas como "Matheus".

As três vítimas foram assassinadas atrás da casa que foi invadida e revirada próximo a uma área de mata. Na ocasião, um homem de 34 anos que estava dormindo no local ouviu gritos. Ele foi espancado. Com marcas de sangue, os suspeitos riscaram a porta da geladeira com as iniciais de uma facção criminosa.

O pai do homem agredido, que também não quis ser identificado, informou que nada tem a ver com o crime organizado e desconhece o motivo de a casa ter sido invadida. O filho dele, que ficou ferido, foi encaminhado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Galileia.

Familiares da mulher e do rapaz de 19 anos estiveram no local, mas não quiseram comentar sobre o caso.

A Polícia Militar informou no local que a mulher já tinha passagem por tráfico de drogas. O filho dela, ainda segundo a polícia, tinha passagem por desacato.

Os corpos das vítimas foram removidos do local pelos agentes do Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Polícia Civil para identificar os suspeitos e a motivação do crime.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO