03.12.2019 | 20h09


INSEGURANÇA PÚBLICA

Motorista por aplicativo dirige até hospital e morre na porta após levar facada no pescoço

Segundo registro policial, logo após ser golpeado, ele continuou dirigindo até chegar na entrada de pronto-socorro. A Polícia Civil informou que está investigando o caso e procura por autor.



O motorista Ismael Ribeiro, 55 anos, que trabalhava por meio de chamadas de aplicativos, morreu após levar uma facada no pescoço, em Goiânia. Segundo registro policial, mesmo ferido, ele conseguiu dirigir até a porta de um hospital, bateu contra o vidro do local e foi socorrido.

O corpo da vítima está sendo velado na manhã desta terça-feira (3), na Igreja Assembleia de Deus do setor Jardim América.

A Polícia Civil disse, por meio de nota, que as investigações começaram na noite de segunda-feira (2), quando o crime aconteceu, e continuam em andamento. “As equipes da [delegacia] especializada, lideradas pelo delegado Francisco Costa, estão em campo em busca do paradeiro do suspeito e de informações que possam ajudar na sua identificação/localização”, detalhou o comunicado.

A 99 POP, empresa que gerencia o aplicativo por meio do qual o motorista foi chamado, disse que “lamenta profundamente o caso” e que “está apurando a situação”.

O comunicado também informou que a companhia “investe continuamente em sistemas preventivos, ferramentas de proteção e atendimento imediato”.

Crime

Consta nos registros policiais que uma cliente chamou um carro para a amiga dela. No entanto, a passageira não chegou a embarcar por motivos ainda não esclarecidos. Neste momento, conforme a ocorrência, um catador de material reciclável pegou uma faca e golpeou o motorista.

Segundo os policiais, testemunhas disseram que Ismael teria dado marcha à ré sobre materiais que o homem pegaria, o que teria motivado a agressão.

O perito Yure de Queiroz Lima analisou a cena e acredita que o golpe realmente veio de alguém do lado de fora do carro enquanto a vítima estava sentada no banco do motorista.

“A gente constatou o ferimento do lado esquerdo, no pescoço, segundo relato do médico. Então, quem o golpeou estava, provavelmente, do lado de fora do veículo”, explicou.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO