12.07.2020 | 16h55


NACIONAL / FESTAS COVID

Morrendo, paciente diz para enfermeira: 'Achei que o vírus fosse fake'

O homem, na faixa dos 30 anos, era atendido no Methodist Healthcare Hospital, em San Antonio (Texas, EUA)



Um paciente, na faixa dos 30 anos, disse a uma enfermeira do Methodist Healthcare Hospital, em San Antonio (Texas, EUA), pouco antes de morrer que achava que o "vírus fosse fake".

O homem, que não foi identificado, confessou ter participado de uma "Covid Party" (Festa Covid) antes de ter contraído o coronavírus. Nesse tipo de evento, participantes põe a vida em risco para ver se "o coronavírus é real ou não", numa espécie de "roleta russa". Pessoas diagnosticadas com Covid-19 são convidadas.

As "Festas Covid" teriam começado em universidades do Alabama (EUA). Nelas, jovens chegam a apostar dinheiro para ver quem pega coronavírus primeiro. As festas se espalharam por outros estados americanos.

"Pensei que o vírus fosse fake, mas não é, Acho que cometi um erro", disse o paciente, que morreu horas depois, segundo Jane Appleby, diretora do hospital, que ouviu o relato da enfermeira e o reproduziu à ABC News.

"Não quero ser alarmista. Estamos apenas tentando compartilhar alguns exemplos do mundo real para ajudar nossa comunidade a perceber que este vírus é muito sério e pode se espalhar facilmente", completou a médica.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO