03.06.2020 | 15h33


NACIONAL / VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Modelo é resgatada depois de ser sequestrada e estuprada por oito horas

Kalliny Trevisan Maia, 19 anos, ficou oito horas como refém até ser encontrada pela polícia em porta-malas de carro



Kalliny Trevisan Maia foi resgatada depois de ser sequestrada, estuprada e colocada no porta-malas de um veículo em Cotia, na Grande São Paulo, na terça (02).

O ataque teria acontecido por volta das 8h20 quando ela chegava ao trabalho, em um laboratório na Raposo Tavares. Ao ser sequestrada pelo estuprador, conseguiu gritar e alertar um dos seguranças do trabalho, que alertou a polícia. Depois de ter sido feita refém por oito horas, a polícia a resgatou após parar o carro que ele dirigia pela cidade com a jovem no porta-malas. 

De acordo com a polícia, ele monitorava as atividades de Kalliny pelas redes sociais.  

Em sua conta no Instagram, a modelo, que tem 19 anos, falou sobre a violência que sofreu, mostrou as marcas que ficaram no seu corpo e agradeceu o apoio que tem recebido.

"Eu estou muito feliz porque estou viva. Realmente pensei que não ia conseguir sair dessa. Mas queria agradecer a todo mundo que me ajudou, que mandou mensagem. Vocês foram importantíssimos, teve momentos que eram tantas ligações no celular, tantas mensagens, que o sequestrador ficou até desnorteado.

Eu estou bem apesar de alguns hematomas. Como vocês podem ver, ele tentou me enforcar. Mas a minha força espiritual é tão grande que eu nem sei dizer como consegui sair disso. Estava o dia todo sem comer, sem beber água e eu consegui me livrar enquanto ele me enforcava com um cordão. Nem sei o que dizer, ainda estou tentando entender as coisas. Mas queria dizer para todo mundo muito obrigada e que eu estou bem".











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO