10.10.2019 | 15h02


DESUMANO

Idoso passa mal após tentar fazer 'prova de vida

Antônio Nogueira da Silva, de 79 anos, foi levado à agencia do Banco do Brasil em Nova Iguaçu. Site do INSS prevê necessidade apenas de biometria ou identificação por funcionário



O idoso Antônio Nogueira da Silva, de 79 anos, não conseguiu realizar sua prova de vida em uma agência bancária porque um funcionário exigiu que ele assinasse um documento, como mostrou o RJ1 nesta quinta-feira (10).

No entanto, uma resolução publicada no site do INSS diz que é necessário apenas a biometria ou então a identificação pelo funcionário da instituição.

O idoso foi levado de cadeira de rodas à agência do Banco do Brasil em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, pelo filho Carlos Antônio da Silva. Ele afirmou que o pai está doente e tem dificuldades para se locomover.

“O descaso. Tentamos fazer a prova de vida agora do meu pai na agência do Banco do Brasil aqui da Otávio Tarquino. Foi necessário retirar meu pai acamado, está impossibilitado de andar do carro, tem que transportar ele até lá dentro e não foi possível fazer a prova de vida porque está sendo exigido que ele assine. Pela doença dele, não é mais possível assinar”, disse o filho do idoso.

Após o funcionário ter feito a exigência da assinatura, Antônio Nogueira da Silva foi levado novamente para casa. Ele passou mal e teve que ser levado para um hospital. Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre o estado de saúde dele











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER