03.07.2020 | 14h17


NACIONAL / FEMINICÍDIO

Homem preso por suspeita de matar a mulher gravou vídeo pedindo 'desculpas'

Companheiro postou vídeo em que pede ‘mil desculpas’, mas depois apagou. Ele foi preso após um acidente em que atingiu outros três carros na Rodovia Rio-Santos.



A Polícia Civil do RJ investiga a morte da arquiteta Thayane Nunes da Silva, encontrada sem vida nesta quinta-feira (2) no apartamento onde vivia em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, na tarde de quinta-feira (2). O companheiro, Gilton Santos Pinto, é apontado como o principal suspeito. Ele foi preso após um acidente na BR-101 em que atingiu três carros.

Gilton postou nas redes sociais um vídeo em que pede “mil desculpas pelo que aconteceu” — mas não disse pelo quê. O vídeo foi apagado na sequência.

"Gente, eu estou aqui pedindo mil desculpas pelo que aconteceu hoje, para depois não me julgarem, julgarem os meus familiares. Porque a vida, é, ninguém sabe o que se passa com um casal", afirma Gilton no vídeo.

Investigadores da Delegacia de Homicídios da capital confirmaram que é ele fala no vídeo publicado na rede social.

De acordo com a Polícia Militar, o casal brigou em um quarto do apartamento e os vizinhos ouviram a discussão. Quando os policiais chegaram ao condomínio, o marido teria fugido e Thayane já estava morta. Ela foi estrangulada.

Thayane tinha mais de 40 mil seguidores e mostrava para eles uma rotina de casal apaixonado com o marido. Ela também exibia viagens e outra paixão: os exercícios físicos. Gilton postava frases de amor e sempre aparecia com a mulher.

Familiares e amigos postaram mensagens de pesar nas redes sociais.

Gilton saiu com o carro de Thayane e causou um acidente na Rodovia Rio-Santos, em direção ao litoral sul do Estado do Rio de Janeiro. Testemunhas contaram que ele dirigia pela contramão e bateu em três carros. Nove pessoas ficaram feridas, entre elas um desembargador do Tribunal de Justiça do Rio.

O suspeito teve fratura exposta em uma das pernas e recebeu voz de prisão no hospital onde está internado em Angra dos Reis.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO