16.02.2020 | 15h06


NACIONAL / MOTIVO TORPE

Homem mata mulher por estar em 'lista de cornos'

Sérgio Araújo do Carmo foi a júri popular e pegou 18 anos de prisão pela morte da ex-esposa. Elivane deixou uma filha de seis meses



O comerciante Sérgio Araújo do Carmo foi condenado a 18 anos de prisão pelo assassinato da ex-mulher, cometido em setembro de 2006, em Nova Crixás, norte de Goiás. A decisão ocorreu na última terça-feira (11), pelo Tribunal do Júri. O crime ocorreu após Sérgio ter visto seu nome em uma “lista de cornos” que circulava pela cidade.

Segundo o Ministério Público de Goiás, Sérgio matou a ex-esposa por motivo fútil. No dia do crime, Sérgio estava em seu comércio durante a tarde, quando recebeu a “lista dos que foram e que são os maiores cornos assumidos de Nova Crixás”. Ele então leu o seu nome, mas preferiu não comentar nada com Elivane Dutra de Oliveira.

Pouco tempo depois, o comerciante foi jogar bola com os amigos e, durante a partida, a lista foi o assunto das conversas. Foi então que percebeu a repercussão na cidade. De acordo com o MP, ao final do jogo, Sérgio voltou para casa e começou a discutir com Elivane. Foi quando pegou a arma e atirou nela.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO