19.02.2020 | 12h29


NACIONAL / 'SANGUE DE JESUS TEM PODER'

Homem diz que está ‘possuído pelo demônio’ e dá facada em duas idosas

Segundo o filho da vítima, o homem dizia que estava "possuído pelo demônio" e que "iria matar alguém"



Um homem, que vive em situação de rua, identificado como Renilson Jesus dos Santos, foi preso depois de atacar duas idosas com golpes de faca, na noite da última terça-feira (18). Os ataques aconteceram no Morro do Quadro e na Vila Rubim, em Vitória. Após o crime, o homem foi agredido e contido por populares até a chegada da polícia.

A primeira vítima foi uma idosa de 77 anos. A mulher estava na porta da casa onde mora, quando foi atacada. Segundo testemunhas, o agressor desceu do Morro do Quadro com um facão e desferiu vários golpes contra a mulher. As testemunhas relataram ainda que Renilson estava, visivelmente, sob efeito de drogas.

O filho da idosa contou que ficou sabendo do ataque por telefone. Ele afirmou que a mulher foi levada para um hospital de Vitória, onde está internada. Segundo o filho da vítima, o homem dizia que estava "possuído pelo demônio" e que "iria matar alguém".

Depois do primeiro ataque, o agressor desceu a ladeira e, já na região da Vila Rubim, fez uma nova vítima. Dessa vez, a mulher atacada foi uma senhora de 60 anos. Após o ataque ele tentou fugir, mas foi alcançado por populares. Renilson foi espancado e contido no local. A Polícia Militar foi acionada para deter o homem.

Segundo a polícia, o morador de rua tinha lesões no rosto. Ele passou por exames no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória. Ele foi autuado por tentativa de homicídio e, na manhã desta quarta-feira (19), foi encaminhado ao presídio.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO