29.08.2012 | 09h19


OBRAS DA COPA

Grupo de MT deve tocar obra

Consórcio Marechal Rondon apresentou o menor orçamento e deve vencer a licitação, a princípio



Apenas duas propostas foram apresentadas para o processo licitatório da terceira etapa de obras no Aeroporto Internacional Marechal Rondon. A proposta vencedora, a princípio, é a de valor R$ 89.350.428,05, ofertada pelo Consórcio Marechal Rondon, composto pelas empresas mato-grossenses Engeglobal Construções LTDA., Concremax Concreto Engenharia e Saneamento LTDA. e a Multimetal Engenharia de Estrutura LTDA.. De acordo com a Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo 2014 (Secopa), dentro de uma semana a empreiteira vencedora de fato deverá ser anunciada e ordem de serviço deve ser liberada até 15 de setembro. A segunda proposta apresentada pertence ao Consórcio Construtor Equipav-MPD avaliada em R$ 102.496.143,37. Previsão da entrega das obras segue dezembro de 2013. Estimativa é que obra tivesse um custo de até R$ 91 milhões.


Está é a terceira licitação do aeroporto ao qual a empresa Engeglobal participa e vence o certame. A primeira, que a empresa venceu foi a do Módulo Operacional Provisório (MOP), entregue em novembro de 2011 avaliada em R$ 2,2 milhões. A segunda trata-se da construção o prédio administrativo da Infraero e da demolição do atual estacionamento orçada em R$ 5,6 milhões e que deverá ser entregue em novembro deste ano.

Segundo o presidente da Comissão de Licitação da Secopa-MT, Eduardo Rodrigues, as propostas serão avaliadas nos valores globais e unitários. “A empresa que apresentou o menor valor não quer dizer que já é a vencedora. Avaliaremos as propostas e o menor preço global. Se estiver muito abaixo ou superior ao orçamento previsto, ao qual só será revelado ao fim do certame, a empresa pode não ser a vencedora”, explica. Ele salienta ainda que estima-se em uma semana avaliar as propostas com o auxílio da Infraero e após publicação no Diário Oficial da União o consórcio não escolhido pode recorrer. conforme o secretário da Secopa-MT, Maurício Guimarães, a pretensão da secretaria é até 15 de setembro liberar a ordem de serviço.

OBRAS

As obras nesta etapa consistem na reforma e ampliação do terminal de passageiros, incluindo a instalação de pontes de embarque; nova sinalização horizontal do pátio da aeronave; ampliação dos sistemas de infraestrutura básica; estacionamento, entre outros. Com as obras de reforma e ampliação o Aeroporto Internacional Marechal Rondon passará de seus atuais 5.460m² para 13,2 mil m². Já a capacidade de passageiros subirá de 2,5 milhões para 5,7 milhões de passageiros ao ano.

O modelo de licitação utilizado é o Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que confere mais agilidade ao certame, contudo nele o orçamento é divulgado apenas ao final do certame, o que permite mais competitividade entre os licitantes. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER