18.06.2019 | 09h15


BEBÊ TAMBÉM NÃO RESISTIU

Grávida morre baleada em assalto a caminho de hospital para dar à luz

O carro do casal foi abordado por dois suspeitos em uma moto o reduzir a velocidade para passar por um quebra-molas.



Uma mulher grávida foi atingida por um tiro durante uma tentativa de assalto a caminho do hospital para dar à luz em Canaã dos Carajás (775 km de Belém), no Pará, na noite da última sexta-feira (14).

Edna Diniz Torres, 34, chegou a dar entrada em um hospital particular do município, mas não resistiu ao ferimento.

A equipe médica do Hospital 5 de Outubro chegou a fazer o parto, mas o bebê, que estava em estado grave, morreu na noite de sábado. Além da criança que esperava, Edna deixou outros três filhos.

A Polícia Civil do Pará informou ao UOL que ainda não há informações sobre o paradeiro dos dois suspeitos que executaram o crime.

Uma equipe de policiais civis da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), do Núcleo de Inteligência Policial de Belém (NIP), do Núcleo de Apoio à Investigação de Marabá (NAI) e da Superintendência de Marabá foi deslocada a Canaã dos Carajás para reforçar as investigações.

De acordo com a polícia, Edna entrou em trabalho de parto na noite de sexta, por volta de 22h. Wagner Torres, marido da vítima, a colocou no carona do carro e a conduziu para o hospital.

O carro do casal foi abordado por dois suspeitos em uma moto do tipo Honda Pop na rodovia PA-160, que dá acesso à cidade, ao reduzir a velocidade para passar por um quebra-molas.

Ainda de acordo com informações da polícia, o marido da vítima não atendeu ao comando de parada dado pelos assaltantes porque estava com a mulher em trabalho de parto. Os criminosos teriam atirado nesse momento. Um dos tiros atingiu o vidro do banco do passageiro onde a vítima estava.

A polícia também informou que os corpos foram removidos ao Centro de Perícias Científicas da região, em Marabá (554 km de Belém).











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER