22.01.2020 | 09h03


VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Grávida é esfaqueada, escreve o nome do suspeito com o sangue e morre

Com a informação escrita na mesa de uma lanchonete, a polícia prendeu o homem indicado pela vítima logo depois. Mulher estava no 7º mês de gestação.



Um homem foi preso na noite de segunda-feira (20) suspeito de matar uma mulher grávida com uma facada em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo a Polícia Militar, antes de morrer, a vítima escreveu o nome de um suspeito com o próprio sangue na mesa de uma lanchonete.

Luciene Maria de Sousa, de 38 anos, estava grávida de sete meses e morreu no local. O homem foi localizado horas depois pelos policiais. A PM informou que os dois eram usuários de droga e não sabe se eles tinham algum outro tipo de relação.

"No momento em que chegou à lanchonete, ela escreveu o nome desse possível autor com o próprio sangue em uma mesa. Com os dados desse possível autor, [a PM] localizou uma residência onde ele possivelmente estaria. Em um primeiro momento não tinha ninguém, foi feito uma campanha nas proximidades e, em um determinado momento, ele se aproximou. Foi feita a abordagem dele, ele estava sujo de sangue ainda", disse o capitão da PM, Osvaldo Abrahan.

O suspeito foi levado para a delegacia. O caso deve ser investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios de Anápolis.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO