10.10.2019 | 10h49


POR SEGURANÇA

Gol suspende voos de 11 Boeings 737 NG

Na semana passada, a Agência Federal de Aviação dos EUA determinou a inspeção de 165 aviões Boeing 737 NG por causa do surgimento de rachaduras estruturais. Suspensão equivale a quase 10% da frota da Gol.



A companhia aérea Gol suspendeu voos de 11 aeronaves Boeing 737 NG para substituição de um componente após inspeções recomendadas pela Agência de Aviação dos Estados Unidos (FAA), informou a empresa nesta quarta-feira (9). Ao todo, a empresa opera 120 aeronaves desse modelo.

Na semana passada, a FAA determinou a companhias aéreas a inspeção de 165 aviões Boeing 737 NG por causa do surgimento de rachaduras estruturais. A verificação deveria ocorrer num prazo de sete dias após a descoberta das rachaduras, que foram encontradas em um pequeno número de aviões.

A suspensão equivale a quase 10% da frota da Gol. A companhia tem 120 aeronaves em uso. Também possui sete aeronaves modelo 737 MAX 8, mas o uso desses aviões foi suspenso em março.

"A companhia retirou de operação as aeronaves nas quais foram encontrados indícios da necessidade de substituição de um componente especifico, cujas características se apresentaram fora dos padrões estabelecidos pelo fabricante, reportando essas ocorrências à FAA e à Boeing, de forma coordenada com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Essas aeronaves permanecerão inoperantes até o cumprimento da manutenção", afirmou a Gol em comunicado.

Nesta quarta-feira, a companhia aérea norte-americana Southwest Airlines afirmou que encontrou rachaduras em dois 737 NG e que retirou as aeronaves de serviço.

Na semana passada, a FAA informou que as inspeções podem ser feitas visualmente e devem levar cerca de uma hora por avião.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER