09.11.2019 | 08h43


BAIXARIA

Frota manda Eduardo “calar a boca” após crítica a Lula livre

O deputado mandou um dos filhos do presidente da República, Jair Bolsonaro, “ir trocar as fraldas” e o chamou de “mimado”



Após a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta sexta-feira (08/11/2019), o deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) usou as redes sociais para comentar o episódio e aproveitou para cutucar os bolsonaristas, que repudiaram a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

No Twitter, ele mandou Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos filhos do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), “calar a boca” e deixar de ser “mimado”, porque o líder do PSL na Casa deu uma declaração afirmando que algumas pessoas da esquerda pedem a prisão para os assassinos da ex-vereadora Marielle Franco, ao passo que querem soltar “bandidos”.

Antes disso, Frota compartilhou um meme de um cachorrinho com uma caixinha de bebida semelhante a uma de suco, mas com o escrito: “Lágrimas de bolsominions”. O deputado federal tem sido um dos parlamentares mais críticos de Bolsonaro e dos seus filhos, com quem rompeu alguns meses após a posse do novo governo.

Ao sair da prisão nesta tarde, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva agradeceu aos integrantes do acampamento Lula Livre, que, durante 580 dias, estiveram em frente à carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

O petista disse que o apoio foi “o alimento” para que ele “pudesse lutar” contra o que chamou de “lado podre” do Ministério Público, da Justiça e da Polícia Federal. Segundo disse, essas instituições trabalharam para criminalizar a esquerda, o PT e ele mesmo.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO