04.12.2019 | 16h45


COMISSÃO FAKE NEWS

'Eduardo é um dos líderes da milícia digital', diz Joice a CPI

Deputada afirma também que assessores do deputado e grupo do 'gabinete do ódio' do Planato estão envolvidos



Durante mais de três horas, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) apresentou informações que culminam na acusação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e do chamado "gabinete do ódio" de comandar os ataques contra desafetos da família presidencial. Joice foi ouvida na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), nesta quarta-feira (02/12).
 
 
"Eduardo está amplamente envolvido e é um dos líderes dese grupo que chamamos de milícia virtual", disse a parlamentar, que apresentou gráficos sobre como seria feito o disparo de mensagens falsas na internet sob o comando da família presidencial e dos aliados. Joice afirmou, ainda, que "a rede social de Eduardo é uma das que mais influenciam ataques".
 
Ao trazer números feitos a pedido dela para a CPMI, a parlamentar disse que técnicos passaram um pente-fino no perfil do presidente da República no Twitter, onde encontraram 1,4 milhão de seguidores fantasma. No de Eduardo, seriam quase 500 mil robôs.
 
Por fim, a ex-líder do governo ironizou a indicação do filho 03 de Jair Bolsonaro como embaixador do Brasil em Washington. "Se ele só frita hambúrguer (...) imagina a Palmirinha. Seria embaixadora do mundo inteiro", referindo-se à apresentadora de TV especializada em receitas culinárias.










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO