27.01.2020 | 17h16


"QUEREMOS JUSTIÇA"

Crianças protestam em velório de menina morta por bala perdida

Ellen Vitória da Silva, de 10 anos, morreu no domingo (26), no Cabo de Santo Agostinho.



O corpo de Ellen Vitória Ferreira da Silva, de 10 anos, morta por uma bala perdida no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, foi enterrado na tarde desta segunda-feira (27), no cemitério municipal. Durante o velório, familiares e amigos protestaram contra a violência. Entre os manifestantes estavam crianças que conheciam a vítima.

Emocionadas, elas levaram cartazes pedindo justiça. A Polícia Civil acredita que a menina foi morta durante um tiroteio entre grupos criminosos rivais.

O delegado Caio Morais, da 14ª Delegacia de Homicídios, ficou responsável pelo inquérito. Segundo ele, testemunhas que podem colaborar com a resolução do caso começaram a ser ouvidas. Ele não quis dar outras informações para não atrapalhar as investigações.

A garota estava na casa da sobrinha, a dona de casa Jaqueline Silva, no momento em que os tiros começaram. Ela disse que tentou impedir a menina de sair de casa, mas a garota se soltou e correu em direção à residência da mãe.

"Foi um desespero. Eu sinto muito pela morte dela, porque era um amor de menina. Estou muito decepcionada com tudo isso. Eu e minhas crianças pedimos justiça. As autoridades precisam fazer algo em relação a isso. A gente precisa que prendam esses agressores", afirmou. Durante o cortejo, os parentes e amigos da família saíram em caminhada pelas ruas da cidade.

Entenda o caso

O caso ocorreu às 12h do domingo (26), numa comunidade conhecida como Vila do Sesi, na Charnequinha, no Cabo de Santo Agostinho. Moradores da região, que pediram para não serem identificados, relataram ao G1 que, desde a sexta-feira (24), escutam barulho de tiroteio na comunidade











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO