30.08.2012 | 14h39


FATURAMENTO

Compras coletivas movimentam R$ 731 milhões no 1º semestre

Passagens aéreas, cruzeiros e hospedagens representaram a principal fonte de ganhos do setor de compras coletivas, mostra levantamento do InfoSaveme



Os sites de compras coletivas tiveram faturamento de R$ 731 milhões no primeiro semestre deste ano, alta de 2% em relação ao mesmo período de 2011. De acordo com levantamento realizado pelo InfoSaveme, ferramenta de monitoramento do mercado de compras coletivas desenvolvida pelo SaveMe em parceria com a e-bit, entre janeiro e junho foram mais de 12 milhões de cupons vendidos a um tíquete médio de R$ 60. O total de ofertas chegou a 83.233, cujos descontos geraram uma economia de R$ 1,4 bilhão para esses consumidores.

O trabalho mostra que as compras coletivas deixaram de ser novidade no mercado online brasileiro após o "boom" do setor. Há pouco mais de dois anos esse modelo de negócio passa por um período de maturação. A diretora de negócios da e-bit, Cris Rother, conta que os relatórios do InfoSaveMe são elaborados com o balizamento das informações por parte da e-bit, que valida os dados. "Com isso, o InfoSaveMe obtém um panorama completo do mercado de compras coletivas brasileiro", disse.

Passagens aéreas, cruzeiros e hospedagens com descontos representaram a principal fonte de ganhos do setor de compras coletivas no primeiro semestre deste. No período, foram R$ 194,6 milhões arrecadados pelo setor de "Hotéis e Viagens", ou 26,6% do faturamento desse segmento online. Os resultados devem-se especialmente ao valor de tíquete médio das ofertas, o mais alto do mercado, com média de R$ 349,25.

Preferência

O levantamento mostra que 22% das compras coletivas concentraram-se em março, por conta, principalmente, da ação comemorativa de um dos grandes sites do setor. Os meses de janeiro, junho e maio registraram um nível similar de cupons vendidos (em torno de 18% do total), enquanto abril (14%) e fevereiro (9%) tiveram menos vendas. Março foi também o mês em que as ofertas geraram a maior economia do semestre, somando R$ 346,5 milhões em descontos.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER