21.06.2019 | 14h47


NO DISTRITO FEDERAL

Candidatos a vaga de emprego fazem acampamento em mercado

Primeiros da fila chegaram dois dias antes da abertura dos portões.



Centenas de pessoas formavam fila e algumas até acampavam, nesta sexta-feira (21), em frente a um supermercado em Samambaia, a 30 km do centro de Brasília, para disputar uma vaga das 180 vagas de emprego oferecidas pelo estabelecimento. O salário varia de R$ 1.090 a R$ 3 mil.

Por volta das 8h30, havia cerca de 2 mil pessoas no local, segundo estimativas da própria empresa. Os primeiros chegaram ainda na manhã de quarta (19). Nas madrugadas, enfrentaram um frio de 10 ºC – temperatura mínima registrada no Distrito Federal desde o início do ano.

Uma dessas pessoas foi a dona de casa Maria Barbosa, que dormiu na fila na esperança de conseguir uma vaga para o filho. "Ele tem 26 anos. Ensino médio completo, tá desempregado há muito tempo. Isso é muito triste", disse à reportagem.

A espera do público era apenas para cumprir a primeira etapa do processo seletivo: entregar o currículo e preencher uma ficha de inscrição. No entanto, por volta das 9h, os dez primeiros da fila foram chamados e a direção do mercado decidiu contratá-los.

"É um prêmio pela dedicação, esforço e perseverança dos dez", disse o gerente de Recursos Humanos, José Maria Oliveira. Os contratados começam a trabalhar imediatamente, distribuindo sucos para quem ainda aguardava ser chamado.

Desemprego

 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 3,3 milhões de desempregados há mais de dois anos. Somente no primeiro trimestre de 2019, em 22,7% dos domicílios do país não houve qualquer tipo de renda gerada por meio do trabalho.

O Distrito Federal tinha 337 mil desempregados até abril, segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) e do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

O número representa um acréscimo de 11 mil pessoas em relação a março e equivale a quase 20% da população da capital que tem condições de trabalhar.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER