24.03.2020 | 08h11


NACIONAL / MAUS-TRATOS

Cachorro é amarrado com corda no pescoço e arrastado por caminhão

Polícia Civil mostra que animal foi encontrado machucado, levado a clínica veterinária e passa bem. Homem foi detido, assinou um TCO e maus tratos e foi liberado



A Polícia Civil flagrou um homem, que não teve a identidade divulgada, arrastando um cachorro pela rua amarrado a um caminhão de mudanças em Pontalina, no sul de Goiás. Segundo a corporação, o animal foi resgatado, levado a uma clínica veterinária e passa bem.

De acordo com os policiais civis, o motorista do caminhão foi preso e autuado pelo crime de maus tratos a animais. Como o caso prevê prisão de até um ano e multa, ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

A reportagem não conseguiu informações de contato do investigado ou da defesa dele para pedir um posicionamento sobre o caso.

A situação foi flagrada na segunda-feira (23) por policiais que rondavam a cidade para garantir que ninguém desrespeitasse as medidas determinadas pelo governo de Goiás, por meio de decreto, para conter a contaminação pelo coronavírus.

As imagens feitas pelos policiais mostram que o cãozinho estava amarrado pelo pescoço com uma corda apartada. O animal também estava com as patas sangrando por não conseguir acompanhar a velocidade do automóvel e acabar sendo arrastado pelo asfalto.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Di  24.03.20 12h25
Sinceramente, em que parte de nossa evolução, houve esse desvio de caráter brutal, em alguns seres, ditos humanos? Impossível ver uma imagem assim, e não se emocionar, e sentir toda a dor que este ser, dito irracional, passou. Não se trata cachorro como gente, cachorro merece todo nosso respeito. É um ser superior em forma de amor, que merece nossa proteção.

Responder

4
0

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO