16.09.2019 | 10h25


ABSURDO

Ajudante de pedreiro estupra deficiente em bananal e ameaça mãe da vítima: 'eu te mato'

O caso ocorreu no loteamento Rancho Alegre 2; acusado nega o crime



O ajudante de pedreiro Maximiliano Sales Peres, 37 anos, é suspeito de estuprar uma pessoa com deficiência no final de semana. Ele foi flagrado pela mãe da vítima em um bananal. Ele estava atrás da menina e ela com as vestes abaixadas.

A vítima de estupro possui déficit mental, físico e visual. Maximiliano teria se aproveitado da situação e cometido o estupro por volta das 22h de sábado (14). 

A mãe da vítima disse que teria se ausentado por um momento e, ao retornar, encontrou o acusado com a filha deficiente em um bananal. Ele estava atrás da menina e a mesma com a vestimenta abaixada. 

A genitora ficou completamente alarmada e acionou a Polícia Militar. Maximiliano teria ameaçado a mesma: "chama pra você ver que eu te mato".

Depois disso, empurrou a mulher e tentou fugir, mas acabou contido por moradores, que tentaram fazer o linchamento do acusado. 

A vítima reclamava de dores. Ela possui muita dificuldade de comunicação, porém relatou que ele estava agressivo e tocou no seu órgão genital. O acusado teria dito que queria ter um filho com ela e o que era dela estava guardado.

Maximiliano foi preso em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. O juiz determinou a prisão preventiva, mas mesmo assim ele deve passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (16).

Versão do acusado

O acusado possui passagem por receptação. Ele tem dois filhos, faz uso de bebida alcoólica e não quis avisar os familiares sobre a prisão.

Ele nega o crime e disse que mora ao lado da mãe da menina. Ele afirma que estava do lado de fora do portão e a vítima do lado de dentro, quando a mãe da menina chegou gritando. 

No momento da confusão, Maximiliano alega que pediu provas para a mulher e saiu em direção a um orelhão que não funcionou. Em seguida, a PM o encontrou e efetuou a prisão. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER