08.07.2019 | 09h50


SERRA DE SÃO VICENTE

VÍDEOS: Batida entre carretas com combustível gera incêndio e interdita pistas

Intensidade das chamas dificultou atendimento à ocorrência. Uma pessoa teve queimaduras nas pernas e foi socorrida.


DA REDAÇÃO

Um grande incêndio interditou trecho da BR-364, na Serra de São Vicente, na manhã desta segunda-feira (08). De acordo com a Concessionária Rota do Oeste, o fogo foi causado pela batida entre três carretas, sendo uma delas carregada com combustível. Os demais veículos são uma carreta da Caixa Econômica Federal e uma carreta carregada com fertilizantes. 

As equipes da Rota, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Corpo de Bombeiros tiveram dificuldadades de se aproximar do local da batida devido à intensidade das chamas.

O acidente aconteceu por volta de 9h06. Quatro ocupantes dos veículos foram identificados e não tiveram ferimentos.

O tráfego foi interditado nos dois sentidos e só foi liberado às 15h39 da tarde.  A liberação ocorreu após a reposição dos veículos, desobstrução e limpeza da pista.

Uma quinta pessoa foi socorrida com queimaduras nas pernas e encaminhada para o Pronto-Socorro de Cuiabá.

Informações oficiais são de que o acidente foi batida traseira, seguida de uma batida lateral.

A concessionária da rodovia informou que uma carreta Scânia, com placas de Rondonópolis, que estava carregada com combustível  pegou fogo. A carreta da Caixa Econômica estava vazia e foi atingida pelas chamas e a carreta Volvo com placas São José do Rio Claro/MT, teve parte da carga de fertilizante derramada na pista.

Vídeos feito por internautas mostram a dimensão das chamas na Serra de São Vicente e o congestionamento que se formou no local.

“Bateram de frente as carretas e agora, como passa?”, diz um dos motoristas presos no congestionamento.

Veja os vídeos

 

Galeria de Fotos:
Credito:
Credito:
Credito:
Credito:
Credito:
Credito:
Credito:
Credito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER