19.02.2020 | 12h15


GERAL / NOVO BAFÃO

Vereador Abílio xinga amarelinhos ao ver carros sendo guinchados; Veja B.O

O caso aconteceu na manhã de terça-feira (18), durante uma manifestação na porta da Câmara Municipal, no Centro de Cuiabá


DA REDAÇÃO

O vereador Abílio Júnior Brunini (PSC) protagonizou mais uma confusão na manhã de terça-feira (18), ao discutir com agentes de trânsito e tentar impedir que um carro fosse guinchado, na Câmara Municipal, no Centro da Capital.

Dois carros estavam estacionados em um local irregular, por isso os amarelinhos deram a ordem de remoção. Momento em que o vereador chegou gritando “não, não vai”, e incitou uma multidão que participava de uma manifestação na porta da Casa de  Leis contra os agentes.

Um boletim de ocorrência foi registrado pelos amarelinhos contra o vereador, sendo mais uma para conta de Abílio. 

De acordo a ocorrência, os funcionários foram acionados, via Ciosp, para atender a demanda de estacionamento irregular. A equipe chegou ao local e se deparou com dois carros estacionados em local proibido, um Volkswagen Virtus e um Renault Sandero.

Os servidores deram início aos trabalhos, momento em que foram abordados por Abílio, que segundo eles, teria incitado a multidão a vandalizar a viatura da Semob e hostilizar os funcionários.

A situação saiu do controle e os agentes retiraram a viatura às pressas para que não fosse depredada.

Os agentes relataram que foram xingados com palavras de baixo calão, os servidores tiveram medo pela própria vida no exercício do trabalho.

Entretanto, o vereador nega que os fatos tenham ocorrido conforme registrado no boletim.

A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informou, por meio de nota, que os funcionários trabalham para garantir ordem e fluidez no trânsito. O caso será investigado pela Polícia Civil. 

 

"O ato colocou em risco a integridade física dos agentes de trânsito, que exerciam suas atribuições em conformidade com a legislação", afirmou a Semob. 

Outro lado

O vereador Abílio contou uma história diferente ao , segundo ele, a população ficou irritada com a atitude dos agentes de trânsito e ele foi até o local para defender os funcionários. Ele explicou que pediu que a multidão se acalmasse e não atentasse contra os amarelinhos. O parlamentar ainda pontuou que não possuí carro, e que seu último veículo foi vendido há quarenta dias, pois, chegou a circular na imprensa que o veículo guinchado seria dele. 

Veja o BO

BO do Abílio

 

Veja nota na íntegra: 

A respeito do registro de boletim de ocorrência na terça-feira (18), a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informa que:

- Os veículos guinchados estavam estacionados de maneira irregular na Rua Desembargador Ferreira Mendes, no Centro. 

- A Polícia Militar foi procurada depois que os manifestantes foram incitados a subirem no caminhão e a resistirem a aplicação da lei. 

- O ato colocou em risco a integridade física dos agentes de trânsito, que exerciam suas atribuições em conformidade com a legislação. 

- Os servidores realizam operações rotineiramente pela Capital, especialmente pelo centro, garantindo a ordem e a fluidez no trânsito. 

 

- A situação será investigada agora pela Polícia Civil.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Fabiano Henkes  21.02.20 11h31
A imprensa deveria pesquisar se é verídico ou no mínimo ouvir mais de um para saber publicar a verdade, não tenho politico de estimação, mas neste caso o Vereador Abílio fez o correto, acalmou a população e defendeu o agente que, provavelmente, foi pressionado pelo seu diretor e agora deve responder pelo falso BO. A imprensa pública errado e muitos ainda acreditam sem pesquisar.

Responder

3
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO