17.09.2014 | 15h47


ATRASOS DA COPA

Trincheira da Jurumirim ainda não tem previsão de liberação total



A maior obra em extensão construída na Avenida Miguel Sutil, a trincheira Jurumirim/Trabalhadores, prossegue com a finalização dos serviços de pavimentação no interior da estrutura. Com 960 metros de comprimento, a “trincheirona”, como é popularmente conhecida, já tem mais da metade das pistas internas cobertas pela camada de pavimento. Mas a obra ainda não tem previsão de inauguração e os transtornos no local são enormes, já que grandes congestionamentos se formam nos horários de pico na rotatória. 

Nas vias marginais da trincheira Jurumirim os trabalhos continuam, apesar da lentidão. Uma das vias laterais já passou pelo processo de revestimento asfáltico realizado no interior da obra, enquanto a outra está sendo preparada para receber a pavimentação. As vias são estreitas e as emendas acabam fazendo com que os veículos sejam afetados pelos solavancos. A obra deveria estar pronta em março deste ano, mas segue a passos lentos, apesar de a Secopa teimar em afirmar o contrário. 

Só agora, os trabalhos de acabamento foram iniciados, com a limpeza da obra e o tratamento nas paredes das cortinas da estrutura. Na sequência, mas não se sabe quando, será iniciada a implantação da sinalização vertical e horizontal das pistas. 

PROMESSA DA OBRA

Depois de pronta, a trincheira deve dar celeridade no deslocamento de veículos na região. O motorista que vier de Várzea Grande poderá (se tudo ficar pronto) seguir o trajeto até a trincheira Jurumirim/Trabalhadores em fluxo contínuo, ao adotar o caminho pelo viaduto Dom Orlando Chaves, trincheira Verdão, trincheira Santa Rosa, viaduto Despraiado para, enfim, fazer o “mergulho” na grande trincheira. O problema é que o viaduto e as trincheiras ainda não estão prontos na totalidade. O viaduto falta sinalização e acabamento. Já a Trincheria do Santa Rosa segue com as obras interditadas por falta de segurança. 

SUBTRECHO - Também sob a responsabilidade do Consórcio Sobelltar, está em andamento o serviço de recapeamento asfáltico em um trecho da Avenida Miguel Sutil. A atividade está inclusa no projeto como subtrecho e é executada entre os viadutos da Rodoviária e da Avenida do CPA, com a circulação de veículos em meia pista. A previsão é que o recapeamento em uma das pistas seja concluído em sete dias. O que também era para a Copa segue sendo realizado, memos dois meses após o término do mundial. 

Jurumirim: Com 960 metros de extensão, a maior de todas as trincheiras em execução abrangerá o trecho um pouco antes da Avenida dos Trabalhadores (Av. Dante de Oliveira) até depois do cruzamento da Avenida Jurumirim (Av. Gonçalo Antunes de Barros), próximo ao viaduto da Avenida do CPA. A obra integra o pacote de intervenções de travessia urbana, resultado de um convênio entre Governo do Estado e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER