08.11.2019 | 10h36


VEJA FOTOS

Temporal causa destruição em cidades de Mato Grosso

Os moradores de Tangará da Serra e Campo Novo do Parecis ficaram assustado com o volume de chuva da última quarta e quinta-feira na região.


DA REDAÇÃO

 

Um temporal registrado no fim da tarde de quinta-feira (07), em Tangará da Serra (241 km da Capital), deixou dezenas de moradores sem energia elétrica, destelhou casas e provocou queda de árvores e alagamentos.

Parte da estrutura de um comércio, no bairro Vila Esmeralda, não resistiu à força do vento e desabou. Cabos da rede de energia também se romperam durante a chuva.

A Concessionária Energisa ainda está verificando a situação. Por enquanto, não há informações sobre o reestabelecimentos da energia elétrica, inclusive em entidades públicas.

Um internauta encaminhou ao  fotografias ‘tiradas’ logo após o temporal. Numa imagem um morador, com a ajuda de um vizinho, tenta ‘consertar’ o telhado.

A Secretaria de Meio Ambiente, que atua em conjunto com a Defesa Civil, informou que ainda divulgará um balanço dos danos.

O Corpo de Bombeiros não divulgou números até a publicação desta reportagem.

No município de Campo Novo do Parecis (150 km de Tangará da Serra) choveu forte, na quarta-feira (06). Os bairros mais afetados foram o Jardim das Palmeiras e Nossa Senhora Aparecida.

Segundo a imprensa local, A frente da Escola Estadual do Parecis ficou completamente alagada. A água também atingiu a rotatória das Avenidas Minas Gerias Ceará., além de invadir comércios.

Previsão do tempo

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Ceptec) informa que nesta sexta-feira (08) há 90% de chance de cair uma tempestade sobre as cidades. A temperatura mínima fica na casa dos 20°C.

Pedido de ajuda

Em caso de auxílio, a Defesa Civil orienta a população para ligar no 191 ou no disque 193 do Corpo de Bombeiros.

Posicionamento da Energisa

A Energisa informa que devido à chuva que atingiu Tangará da Serra ontem (07) causou danos à rede elétrica que atende os bairros Vila Esmeralda, Monte Líbano, Jardim São Domingos, Residencial Dona Júlia, Jardim Tangará II, Gleba Esmeralda, e região rural de Chapadão Rio Verde e Deciolândia. Nestas regiões, houveram  interrupções  principalmente por causa de árvores e objetos que foram laçados sobre a rede de distribuição por cauda do vento. A empresa atuou imediatamente para normalizar o fornecimento de energia elétrica aos moradores das regiões atingidas e corrigiu todos os danos causados na rede.

 

A empresa lembra que esta época do ano é caracterizada pelas primeiras chuvas da primavera, que costumam vir acompanhadas de vendavais e raios, provocando danos de vários tipos às cidades, incluindo interrupções de energia. A maioria dos casos registrados pela Energisa nas chuvas de ontem foram raios na rede, objetos lançados nos cabos pelos ventos, árvores na rede e até mesmo postes danificados.

 

A empresa reforça que os clientes podem acionar a empresa não só pelo 0800 646 4196, mas também pelo app Energisa On, ou ainda pelas nossas páginas nas redes sociais.

 

Atualizada às 15h21.

 

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO