08.01.2020 | 14h45


VANDALISMO

Servidores entopem vasos sanitários de propósito no HMC; prefeito manda demitir 12

Segundo Emanuel Pinheiro, os funcionários usaram camisa, lençol, só faltaram jogar travesseiro dentro do vaso sanitário dos centros cirúrgicos.


DA REDAÇÃO

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) está afastando servidores que atuam no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) que não demonstram comprometidos com o trabalho público e até exonerado alguns que cometeram vandalismo na unidade. 

Em conversa com a imprensa durante o lançamento do programa AMOR (Assistência Médica e Odontológica Rural), na terça-feira (07), o prefeito disse que sua equipe detectou que funcionários estavam entupindo vasos sanitários, propositalmente.

“Já detectamos que entupiram com camisa, lençol, só faltaram jogar travesseiro dentro do vaso sanitário dos centros cirúrgicos, que tivemos que recuperar”, relatou o prefeito.

“Onde você trabalha com 1.300 funcionários você tem servidores, graças a Deus, a maioria, comprometida e dedicada, mas tem servidores relapsos, que empurram com a barriga, não querem trabalhar, que atendem mal. Eles não vão ter vez na nossa gestão. Já detectamos que entupiram com camisa, lençol, só faltaram jogar travesseiro dentro do vaso sanitário dos centros cirúrgicos, tivemos que recuperar”, relatou.

Segundo Emanuel, nas últimas semanas, 12 servidores foram desligados do HMC. Ele ainda disse que determinou ao secretário Municipal de Saúde, Luís Antônio Pôssas de Carvalho, e ao diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde, Alexandre Beloto, que afastem aqueles que não tiverem comprometidos com seus cargos.

“Nada que fuja o ritmo administrativo normal. Só que a minha determinação, tanto ao secretário de Saúde, aqui na base e na secundária, como o diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde, Alexandre Beloto, é não dá vida fácil para quem não quer trabalhar, para quem atende mal a população, para quem não se dedica com amor e carinho aqueles que mais precisam de nós”, disse. 

“Mas está tudo dentro dos 100 dias de experiência, de funcionamento 100% do HMC, e estamos tomando as medidas. Isso é semanal, só quis anunciar aqui para mostrar que estamos fazendo isso desde o primeiro dia”, complementou.

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

junior  08.01.20 17h22
isso tem que se punido mesmo, mas engraçado né prefeito e as pessoas que morrem nos hospital por causa de remedio por causa macas por falta de uti ,quem vai ser punido por isso pos, quando a pessoa morre por falta de comprometimento do gestor publico e homicidio ,quem vai ser punido ,com a palavra o senhor prefeito

Responder

7
1
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO