10.02.2015 | 12h30


DETRAN

Servidores do Detran param atendimento em MT exigindo concurso

Se não houver o anúncio de um cronograma para realização de concurso, o atendimento para por tempo indeterminado a partir de 2 de março.


DA REDAÇÃO

Diante da paralisação dos trabalhos por 24 horas dos servidores do Detran em Mato Grosso, o presidente do órgão, Rogers Jarbas, declarou nesta terça-feira (10) que o Governo do Estado está surpreso diante do indicativo de greve anunciado pela categoria.

A classe afirma que se não houver o anúncio de um cronograma para realização de concurso público irá paralisar o atendimento por tempo indeterminado a partir de 2 de março.

Após a posse do governador Pedro Taques (PDT), todos os concursos públicos foram suspensos pelo prazo de 120 dias, para que a Controladoria-Geral do Estado pudesse analisar a regularidade dos editais, e o chefe do Executivo fizesse ampla reforma administrativa.

“É a única categoria que o Governo vem dialogando na questão do concurso, porque estão suspensos. O governador pegou o edital que foi construído no ano passado, mandou para a Controladoria para que verificassem a regularidade do edital, mas as tratativas nunca foram suspensas. Estamos surpresos com essa paralisação”, disse o presidente.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran), Daiane Renner, o órgão trabalha, atualmente, com 40% do efetivo total que é de 840 servidores, quando o ideal seria 2.100. Desses, 1/3 deve se aposentar nos próximos dois anos.

“O governador suspendeu os concursos por 120 dias, porém o próprio decreto determina que, se comprovado a urgência, será analisado caso a caso e o concurso pode ser retirado da suspensão. O presidente do Detran pode fazer uma avaliação e decidir por isso. A situação tende a piorar muito, com sobrecarga de trabalho e a população deve ter o atendimento mais lento, com filas maiores”, disse ela.

Rogers afirmou que não há prazo para que a Controladoria apresente o levantamento sobre a regularidade do edital, mas disse que assim que a análise for finalizada será criado o calendário. “O Governo tem, sim, intenção de realizar o concurso do Detran. O governador e todo secretariado têm se posicionado nesse sentido. Estão recebendo o sindicato para dialogar para se criar essa agenda e esse cronograma”.

O concurso foi acordado entre a categoria e o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) em 2013. Todos os requisitos para que o edital fosse publicado teriam sido cumpridos pela Comissão, composta por representantes da Secretaria de Administração (SAD), do Detran e do Sinetran.  

A categoria aponta para o sucateamento e a precariedade no número de servidores em todo o Mato Grosso. "Não tem mais como trabalhar em condições precárias", completou a presidente do sindicato.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Flavio Freire  10.02.15 18h47
Tomara que o governador não atenda essa reivindicação. O Detran precisa se modernizar, automatizando os processos dentro do órgão com tecnologia da informação de ponta. Não adianta aumentar o efetivo dobrando ou triplicando, quando a população tem que deslocar até o Detran, para depois de duas horas de espera ser informado que o sistema está fora do ar por um atendente que está com a cara do "avesso". A população não será beneficiada com o aumento no quadro. Para o Estado só mais gasto.

Responder

0
0
Paulo Jorge  10.02.15 14h52
Vou conversar com o governador na semana que vem, e depois reunirei com a comiti- va reveendicatória do concurso,definindo o mês que vamos autorizar este concurso.

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER