13.08.2019 | 10h40


GREVE GERAL

Professores da UFMT e rede estadual se concentram em protesto no Centro de Cuiabá

Os manifestantes devem sair em passeata pelo Centro da Capital às 14h, o que deve paralisar parcialmente e complicar o trânsito na região.


DA REDAÇÃO

Professores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da rede estadual de Educação suspenderam as aulas e as atividades nesta terça-feira (13) para realizar o ato da "Greve Geral", com passeta na região central de Cuiabá e concentração na Praça Alencastro.

Os manifestantes devem sair em passeata pelo Centro da Capital às 14h, o que deve paralisar parcialmente e complicar o trânsito na região.

A comunidade acadêmica da UFMT, representada pela Associação dos Docentes (Adufmat), Sindicato dos Servidores Técnicos-administrativos (Sintuf-MT) e o Diretório Central dos Estudantes (DCE) e  o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) manifesta contra o corte da Educação e o projeto Future-se do Ministério da Educação (MEC).

O protesto é contra a proposta de terceirização do financiamento da educação pública.

Além da capital, os atos de potesto ocorrem também nas cidades de Rondonópolis e Barra Garças, onde há manifestações nas praças Brasil e dos Garimpeiros.

O movimento ocorre em nível nacional, percorrendo durante a semana diversas cidades do Brasil, intitulado como 'Tsunami da Educação'.

 

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

ana  13.08.19 11h18
só umas perguntas como existem professores que aceitam algumas teses de mestrado com assuntos tão desnecessarios e que ate nos chocam com seus titulos que não levam a nada? porque tem professores que ganham por dedicação exclusiva e não trabalham todos os dias?

Responder

3
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO