28.05.2020 | 12h05


GERAL / ÁUDIO VAZOU

Presidente da OAB diz que mulher estava 'alterada e agressiva'; ouça

Leonardo Campos foi preso na noite de quarta-feira e solto após decisão judicial


DA REDAÇÃO

Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Leonardo Pio da Silva Campos gravou um áudio, encaminhado a advogados, onde afirma que a esposa, Luciana Póvoas, que o denunciou por violência doméstica, estava “alterada, agressiva”, que discutia com o seu filho quando chegou em casa e que não foi ela quem foi empurrada, mas sim ele. O teve acesso ao áudio. 

Leonardo inicia o áudio afirmando que o objetivo é restabelecer a verdade dos fatos. Diz que na noite desta quarta-feira, por volta das 17h30, o filho do casal, que tem 17 anos, ligou para ele e afirmou que a mãe estava “alterada, agressiva, inclusive brava”.

Leonardo relata que se apressou em voltar para casa e ao entrar no apartamento presenciou uma “áspera discussão” entre Luciana e o filho. “Ao me avistar, esse discussão se voltou à minha pessoa”.

O presidente da OAB diz que percebendo a “incisão e agressividade” de Luciana, afirmou que não ia discutir e tentou ir para o seu quarto, momento que teria sido empurrado pelas costas pela esposa. Afirmam que voltou e disse que não aceitava aquela situação. Disse ainda que foi impedido de fechar a porta do quarto e Luciana afirmou que chamaria a polícia. “Eu disse então o faça, ótimo, o faça”, diz ele.

Depois, o presidente da OAB diz que Luciana, durante interrogatório, negou qualquer tipo de agressão. Afirma que pediu à OAB que a Comissão de Defesa da Mulher acompanhe Luciana e que a própria OAB apure suas condutas. “Processo restabelecerá a verdade dos fatos”.

Liberdade

Leonardo Pio foi preso em flagrante pela Polícia Militar e indiciado por injúria e injúria real com a Lei Maria da Penha na madrugada desta quinta-feira (28). Como o crime é inafiançável, recorreu à Justiça e conseguiu a liberdade provisória. Entretanto, o juiz da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica, Jamilson Haddad Campos, reconheceu a legalidade da prisão em flagrante.

No despacho do juiz, consta que o filho, que Leonardo disse que discutia com a mãe quando ele chegou em casa, relatou em depoimento que estava em casa quando ouviu a discussão dos pais, instante em que saiu de seu quarto e viu que seu pai empurrou sua mãe e ela revidou com um tapa nas costas do acusado.

O juiz determinou medidas protetivas, impedindo que Leonardo se aproxime ou se comunique com a esposa, parentes e testemunhas (o próprio filho).

De acordo com o despacho do juiz, Leonardo foi preso por volta das 22h30 da noite de ontem, pela Polícia Militar, que foi acionada por Luciana. A advogada relatou uma discussão entre o casal, após o presidente da OAB chegar em casa visivelmente alterado devido ao consumo de bebida alcoólica. Ela afirma que foi empurrada contra um armário e que a agressão foi presenciada pelo filho adolescente.

O casal mora num edifício de luxo, no bairro Goiabeiras.

Ouça o áudio aqui.

Leia mais

Presidente da OAB é solto e afirma que foi empurrado por esposa ao tentar encerrar discussão











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO