21.05.2020 | 19h36


GERAL / SHOPPINGS FECHADOS

Presidente da Câmara defende reabertura total do comércio cuiabano

Misael Galvão acha exagero lockdown em Cuiabá e quer abertura com conscientização



A Prevenção e combate ao avanço do novo coronavirus (Covid-19) deve permanecer enquanto for necessário. É o que defende o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Misael Galvão, sobre o atual cenário cuiabano.

Contudo, destaca Misael, se a população, empresários e entes públicos mantiverem o comprometimento de medidas de segurança, é possível  abrir o comércio em geral, como shopping centers, salões de beleza, feiras e academias, pensando na saúde financeira de milhares de trabalhadores cuiabanos.

"Queremos garantir a saúde física e também as necessidades da população, levando em conta a realidade do nosso município. O isolamento social é apenas uma das medidas entre tantas outras e, quem puder, deve sim ficar em casa, principalmente crianças e idosos”, disse Misael.

O presidente classifica como exagero discussão sobre lockdown em Cuiabá. “Ao se tratar de vidas, não existe 'estar a favor' ou 'contra'. Eu sou a favor da vida! Sou temente a Deus. Mas é exagero discutir lockdwon e apoiar o supermercado cheio de gente e não poder abrir um shopping, com todas as medidas de segurança sendo obedecidas”, asseverou.

Para Misael, a retomada deve acontecer de forma responsável e seguindo todas as orientações de entidades de saúde, garantindo a proteção da população.

“Devemos ao menos tentar. mas deve acontecer. As pessoas querem trabalhar, querem garantir seus empregos e querem o dinheiro para colocar a comida na mesa”.

SHOPPINGS

Misael complementa que reabertura total do comércio é um caminho sem volta. “Tenho acompanhado diversas reuniões como os empreendedores, com representantes da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), lojistas, trabalhadores informais e os entendimentos estão bem avançados para que haja severos e importantes dispositivos de segurança", disse.

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá destaca que a solução não é fechar o comércio e sim investir pesado na conscientização da população. "Cada pessoa deve fazer a sua parte. Nós estamos aqui, legislando à distância e seguindo medidas de segurança. Inclusive, o atual cenário fez todos nós revermos nossas dinâmicas de trabalho e buscar novas formas de entregar à população aquilo que nos propusemos a fazer". Finaliza











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Érico abreu  22.05.20 14h34
Este cidadão sempre querendo fazer politicagem pra agradar empresários,como si realmente estivesse preocupado com a população,pare de hipócrita cidadão,vc está queimado,si o povo tem vergonha na cara não votará em políticos como vc,abre o olho população,chega de politicagem.

Responder

6
0
Marcos Silva  21.05.20 20h59
Parabéns Misael Galvão. Com certeza liberar o comércio em geral, obedecendo as regras de segurança será uma grande conquista para todos. É preciso continuar a ter opções. Quem quiser continuar em casa que fique, mas quem quiser trabalhar que tenha esta opção. Independente de qualquer coisa a vida irá continuar e continuar com o comércio quebrado não será bom para ninguém. Que assim seja.

Responder

3
7

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO